quarta-feira, julho 28, 2010

VALENTINA: BLUES E ROCK 'N' ROLL COM PEGADA FEMININA É NOVIDADE NA CENA

Bandas de blues já não são incomuns em Salvador. Mas bandas de blues com garotas – jovenzinhas, ainda por cima – já não é tão fácil de achar.

A Valentina, banda com forte base de blues, conta uma vocalista e uma baterista na sua formação e, agora, com o repertório pendendo mais para o rock ‘n‘ roll, surge como uma boa promessa no cenário.

Na quinta-feira passada a banda tocou no Ponto de Partida (o concorrido barzinho de sinuca na orla do Rio Vermelho) e por enquanto, não tem nenhuma outra apresentação a vista na agenda – salvo uma possível participação na próxima reunião mensal do Beatles Social Clube, em agosto, na Companhia da Pizza (Rio Vermelho).

“Estamos acertando ainda pra tocar no mês de agosto, mas ainda não é está concreto“, conta o guitarrista e tecladista Greg.

Além de Greg, completam a banda: Roberta Fabess (voz), Emanoel Medrado (baixo), Liana Barreira (bateria) e Roberto Cândido (guitarra e vocais).

Naturalidade no palco

A Valentina começou em 2008, por iniciativa de Liana e Fernanda Carrera, que foi a primeira cantora.

“Depois de um tempo procurando mais gente, elas acharam a mim e depois o Roberto, que é guitarrista“, lembra Greg. “Fernanda e Leandro, que tocava baixo, saíram no início desse ano, e aí entraram a Roberta no vocal e o Emanoel no baixo. A Fernanda hoje está cantando numa outra banda, chamada Miss Blue“, acrescenta.

Há poucos meses, a nova formação da Valentina entrou em estúdio e gravou duas composições próprias, Meias Verdades e Rascunhos, com produção de Jera Cravo.

“As a letras são de Liana, e eu e Roberto fizemos os arranjos. Temos mais nove músicas próprias que queremos gravar, estão prontinhas. Só precisamos levantar essa grana para poder entrar em estúdio“, diz Greg.

O rapaz aposta alto no talento da sua nova cantora: “O show de quinta-feira foi ótimo. E Roberta está cada vez mais íntima do palco, com muita naturalidade“, elogia.

No show, além de músicas próprias, Beatles, Ray Charles, Elvis e Janis Joplin completam o repertório.

Ouça: www.bandavalentina.com.br

NUETAS

Abismo no Irish

A banda Abismo Solar leva seu repertório de hard, heavy e progressivo ao Dubliner‘s Irish Pub no dia 7 de agosto (sábado). A banda Lloegyr, que nada mais ou menos nas mesmas águas, abre os trabalhos da noite. Covers a granel de bandas como Thin Lizzy, Black Sabbath e Asia. Às 22 horas, R$ 10.

Noites Indepedentes

O Teatro do Sesi abrigará, sempre nas primeiras terça e quarta-feira de cada mês, de agosto até janeiro de 2011, o IV Festival de Música Noites Independentes. Lu Santana & Grupo (dia 3) e Amanae (dia 4) abrem a programação, que inclui ainda Mensageiros do Vento (digam o que quiserem, mas esse pessoal rala – no dia 31), DJs Gug e Netuno (dia 1º de setembro) e muito mais. Às 20 horas, R$ 10 e R$ 5. Confira a programação: noitepontosom.blogspot.com.

10 comentários:

Franchico disse...

Opa!

Smashing Pumpkins é confirmado no Festival Planeta Terra

E primeira leva de ingressos começa a ser vendida

http://www.omelete.com.br/musica/smashing-pumpkins-e-confirmado-no-festival-planeta-terra/

Franchico disse...

Vazou o trailer de Thor!

http://www.universohq.com/quadrinhos/2010/n29072010_05.cfm

Franchico disse...

Alguém aí ainda tem saco pra tamanho pentelho encravado?

http://www.omelete.com.br/cinema/melancholia-lars-von-trier-fala-do-seu-filme-catastrofe/

Franchico disse...

A continuação de Kick-Ass vai sair e promete ser do caralho!

http://www.omelete.com.br/quadrinhos/mark-millar-fala-sobre-continuacao-de-kick-ass/

Kick-Ass foi o filme mais divertido do ano, fácil - talvez o que chegue mais perto dele seja Adrenalina 2 (ou esse foi de 2009?).

Recomendo enfaticamente a todos ambos os filmes.

E Brama, a trilha é simplesmente sensacional. Tem uma cena ao som de This Town Ain't Big Enough for Both of Us, da sua banda fetiche, Sparks, que é de chorar de tão engraçada. Veja!

marciorocks disse...

Morre Ben Keith, músico colaborador de Neil Young.


Multi-instrumentista foi parceiro do cantor canadense por quase 40 anos.
Ele também trabalhou com Bob Dylan e Ringo Starr, entre outros.

O veterano músico Ben Keith, que trabalhou com o cantor e compositor canadense Neil Young por quase 40 anos, morreu na última segunda-feira (26), informou o site do jornal britânico "The Guardian". Keith tinha 73 anos e sofreu um ataque cardíaco.
O músico Ben Keith (tocando steel guitar sentado) ao lado de Pedi Young e Neil Young, em cena do filme 'Heart of gold'O músico Ben Keith (tocando steel guitar sentado) ao lado de Pegi Young e Neil Young, em cena do filme 'Heart of gold', do cineasta Jonathan Demme (Foto: Divulgação)

O próprio Young deu a notícia em primeira mão durante um show em Winnipeg (Canadá), na segunda-feira, quando dedicou a canção "Old man" ao amigo e parceiro. "Isto é para Ben Keith. Seu espírito vai continuar vivo. A Terra o levou", declarou.

O cineasta Jonathan Demme - que dirigiu os filmes concerto de Young Heart Of Gold (2006) e este ano o Neil Young Trunk Show - confirmou a morte de Keith, em Los Angeles Times ontem (27 de julho).

"Keith era um cara elegante, bonito, e, obviamente, um gênio. Ele podia tocar qualquer instrumento. Neil tinha toda a confiança do mundo, mas, com Ben a bordo, não havia limites. Neil tem uma justa medida da grandeza de sua música, mas sabia que era ainda melhor quando Ben estava lá", disse o cineasta Jonathan Demme ao jornal "Los Angeles Times" — Demme transformou shows de Neil Young nos filmes "Heart Of gold" (2006) e "Trunk show" (2010).

Keith já havia se tornado um músico conhecido em Nashville, quando gravou sucessos como “I fall to pieces", da cantora country Patsy Cline, em 1962. Quase dez anos depois, em fevereiro de 1971, juntou-se a Nel Young nas sessões de "Harvest", que marcou o início da colaboração entre os dois.

Ben participaria ainda de muitos outros álbuns de Young, como "On the beach", "Tonight’s the night", "Comes a time", "Prairie wind" e "Chrome dreams II". Também se tornaria um músico fundamental nas bandas formadas pelo cantor nas turnês.

Além de Neil Young, o multi-instrumentista também trabalhou com Emmylou Harris, Crosby, Stills & Nash, The Band, Bob Dylan, Ringo Starr e Linda Ronstadt.

Franchico disse...

Má notícia. Mais um que se vai. Que a terra lhe seja leve.

Franchico disse...

Suprema ironia: o Big Brother preconizado por George Orwell somos nós mesmos.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/sergiomalbergier/774898-nao-tuite-isso-por-favor.shtml

Me lembrou o filme Coração Satânico, no qual o protagonista busca um assassino o filme inteiro, apenas para decobrir no final que era ele mesmo.

cebola disse...

Chico, coração satanico me arrepiou na época. Essa referência sua me arrepiou agora. (please, sem viadagem)

cebola disse...

Fiquei beeem curioso em relação a esta banda, Valentina. Blues e rock n roll em uma banda autoral é algo que merece, e muito, ser conferido. Irei no primeiro show que for confirmado. Ficarei ligado.

teclas pretas disse...

"2) O Twitter tem mais de 100 milhões de usuários, e a Livraria do Congresso americano anunciou que armazenará permanentemente todos os posts públicos do Twitter desde 2006.

3) Técnicas de reconhecimento facial já permitem que se vasculhe a web em busca da foto de uma pessoa mesmo que o nome dela não esteja associado à imagem."

vish...
GLAUBER