terça-feira, agosto 23, 2016

EMMANUEL MANZI, FRANCO-SUÍÇO RESIDENTE EM SALVADOR, GRAVOU NA BAHIA UM ÁLBUM DE FOLK POP CELESTIAL

Emmanuel Manzi dá uma dedilhada. Fotos do blogueiro
A Bahia, como sabemos, é um ímã para artistas estrangeiros. Para músicos então, nem se fala.

Neste momento, Emmanuel Manzi, franco-suíço de Lausanne, deve ser um dos mais incomuns a viver em solo soteropolitano.

Sua história tem lances de drama pessoal que dariam um filme.

Órfão, Manzi foi criado em um orfanato católico.

Na igreja, aprendeu a tocar violão e piano. Era fã tanto de Beatles e bandas de rock progressivo, quanto dos cânticos religiosos, temente a Deus que é.

“Eu transformava cânticos religiosos em música pop. Gostava de Beatles, Bob Dylan e rock progressivo”, conta.

Adulto, formado jornalista, casou-se e passou a trabalhar em veículos suíços como repórter de cultura e crítico de música, dança e teatro.

Em paralelo, desenvolveu uma carreira de músico na banda Atlantide, nos anos 1980.

"A maioria dos músicos suíços não vive de música. Estudei psicologia, pedagogia e depois, jornalismo. Mas sempre fazendo música. Fui integrante de um grupo de rock progressivo chamado Atlantide, nos anos 80. Também trabalhei 12 anos na Radio Suisse como locutor de notícias. Depois de quatro anos, fui enviado pra Radio Suisse Internacional, em Berna", relata.

"Com o fim da banda, iniciei uma pequena carreira solo. Lancei três singles e dois álbuns. Um deles era inspirado no filme Asas do Desejo, de Wim Wenders. Entrou no Top 50 suíço", afirma.

A vida foi boa para Emmanuel por vários anos – até começar a ficar ruim, quando sua mulher pediu o divórcio.

Na sequência, por intervenção do sogro, homem influente, perdeu seu emprego.

Sem mulher, sem casa (que era dela) e sem emprego, Emmanuel passou a viver do seguro-desemprego suíço e freelances.

"Depois, foi meu apartamento em Sion (Suíça) que pegou fogo, por causa de um cigarro que eu mesmo não apaguei", conta.

"Tudo isso aconteceu em aproximadamente três meses. Fiquei deprimido, claro. Passei mais ou menos um ano e meio desempregado, sobrevivendo de freelances", relata.

E foi em um freela desses que ele veio ao Brasil. “Fui enviado ao Brasil para fazer reportagens em São Paulo, Recife, Rio e Minas”, conta.

Após fazer contato com uma baiana por um site de relacionamentos, Manzi veio à Bahia. Depois de dois anos, a relação terminou.

Diagnosticado com depressão, Manzi seguiu as ordens médicas, planejando sua nova investida: retomar a carreira musical.

Folk pop chanson e fé

Senhor Emmanuel, compareça à gerência

Morador de Itapoan, Manzi diz adorar o bairro. "Ah, sim, eu adoro morar na Itapoan de Dorival e Vinicius. Moro em uma pousada desde 2011", conta.

"Vivo de forma discreta. Não bebo, não uso drogas. Só fumo um cigarrinho de vez em quando. Vivo de minhas economias. Tenho depressão crônica, e me trato com o melhor psiquiatra do Brasil, o Dr. William Azevedo Dunningham. Ele me daignosticou como triste de natureza, até pela orfandade, melancólico como muitos poetas", relata.

"Foi o médico que me aconselhou a retomar a música".

Após pesquisar, ele chegou ao Estúdio WR. “Apu Tude, gerente do WR, perguntou se eu queria gravar o disco da minha vida. Respondi que sim. Aí ele chamou um time de músicos espetaculares”, conta.

Entre eles estão nomes como  Ivan Oliveira (arranjos e baixo) e seu irmão, Paulinho (guitarra), Miguel Freitas (bateria), Danny Nascimento (backing vocals) e Fernanda Monteiro (violoncelo).

"Foi legal demais gravar com todos esses músicos maravilhosos, especialmente Ivan, Paulo e Miguel, que foram muito gentis comigo. Eu acho que eles gostaram de verdade da minha música", elogia.

O resultado foi o álbum Sublime, que Manzi quer lançar em algum teatro da cidade e em seguida, leva-lo à Europa.

Louvando Jesus, mas sem carolices ou gritaria, Sublime é um delicado (e sofisticado) manifesto folk / pop / chanson de fé e amor ao próximo, com letras em inglês e francês.

"O mundo vai mal. Penso que estamos no início do fim dos tempos, como descrito na Bíblia. Hoje acredito verdadeiramente nisto. Posso ver pela minha experiência de vida, que todos, homens e mulheres, todos desejam o poder e a riqueza. Todos são egocêntricos. O caminho incondicional para encontrar a paz e o amor é só através do amor a Jesus Christ. Ele deu o exemplo mais maravilhoso de todos, o do amor e compaixão. Ele vai voltar, e aí talvez tenhamos uma verdadeira mudança social com a queda desta sociedade capitalista judaico-cristã", discursa.

"Por isso, desejo cantar Jesus Christ. Por que a coisa que mais gosto na vida é la musique. La musique é a melhor ligação entre o ser humano e Jesus Christ. Você pode rezar, mas cantar Jesus é sublime. Para você entender melhor: nenhum músico com quem gravei, aqui ou na Europa, me perguntou por que canto Jesus. É natural”, conclui Manzi.



NUETAS

Torture Squad hoje

Hoje não tem Quanto Vale o Show? no Dubliner’s, mas por uma ótima razão: a banda paulista Torture Squad está na cidade para lançar seu novo álbum, Return of Evil. Uma das melhores bandas atuais do metal brasileiro, em horário decente e preço idem: 20 horas, R$ 20. No Dubliner’s.

NHL é 10! Dez anos!

Baia volta a Bahia neste domingo. Foto Duda Simões
A produtora / coletivo NHL comemora dez anos de atividades com um super festival, trazendo duas bandas de fora: Bike (SP) e Enema Noise (DF), mais as locais Ivan Motosserra, Ricardo Elétrico e Rosa Idiota. Sábado, no Dubliners, 19 horas, R$ 15.

Baia na Varanda

Um dos compositores brasileiros preferidos da coluna, Maurício Baia volta à Salvador para show de lançamento de seu último álbum, A Fúria Do Mar, no esquema voz e violão. Varanda do SESI, domingo, 17 horas. R$ 35 e  R$ 25 (via baianavaranda@gmail.com).

13 comentários:

Franchico disse...

Clássico absoluto do soul remasterizado, para baixar já:

http://newalbumreleases.net/87874/eddie-kendricks-people-hold-on-remastered-2016/

De 1972. Do ex-Temptation Eddie Kendricks com sua voz de anjo no auge. Com a pré-disco Girl You Need A Change Of Mind.

Tá bom ou quer mais?

Franchico disse...

“Desculpe o termo, mas eu não falo com esse filho da p… Nunca pensaria que em um debate com uma pessoa aconteceria isso”, afirma Lindbergh. “Caiado é um sujeito desclassificado, a cabeça dele é de líder ruralista, da UDR. Resolve na bala, sujeito fraco. Ele está todo enrolado com o Cachoeira”.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-golpe-e-a-blindagem-de-temer-nao-e-so-o-afastamento-de-dilma-lindbergh-farias-fala-ao-dcm-na-tvt-por-kiko-nogueira/

É assim que eu gosto. Vem, neném. Vem que tem.

rodrigo sputter disse...

https://br.noticias.yahoo.com/gilmar-mendes-sobre-procuradores-da-lava-jato-o-190736294.html

se prante vú Xico!!

Ficaí falando mal do governo...vazemento só pode se for de lula...e dilma!

Franchico disse...

Sputter, enquanto esse tipo de vagabundagem continuar acontecendo, NINGUÉM VAI ME CALAR:

http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1796137-grupo-agilizara-tramites-para-isencao-de-impostos

Olha aí que golpe: isenção de impostos para "templos religiosos" - leia-se qualquer biboca de fundo de quintal onde um ignorante esperto de terno puído possa explorar miseráveis.

Enquanto isso, eu que trabalho honestamente sem explorar ninguém, sou obrigado a trabalhar CINCO MESES POR ANO só para pagar impostos!

Brasil, terra de crápulas!

Franchico disse...

O Brasil é um país revoltante. De embrulhar o estômago.

andre L.R. mendes disse...

tá foda,Chico
as notícias revoltantes se superam dia após dia.
sei lá...da uma vontade grande de se alienar.
os intere$$e$ são imensos e muito fortes.

Franchico disse...

Certíssimo o diretor do MAM:

http://atarde.uol.com.br/noticias/1796070-diretor-do-mam-deixa-cargo-apos-ipac-liberar-esquenta

Se não é ele que manda sendo o diretor, tem mais é que entregar o cargo mesmo. Dá pra Regina Casé a direção do MAM logo!

A Globo bate um pezinho nesse país e todo mundo sai correndo. Definitivamente, o Brasil embrulha meu estômago.

Franchico disse...

Essas historinhas de neguinho que largou tudo pra vender brigadeiro sempre me soaram como coisa de menino bem-nascido, que tem grana de família para poder investir em um negócio próprio. Agora vejo que não sou o único.

http://www.brasilpost.com.br/yasmin-gomes/jovens-geracao-dinheiro_b_11667778.html?utm_hp_ref=brazil

Franchico disse...

Não é possível, deve haver algum engano aí.

http://www.brasilpost.com.br/2016/08/24/presidente-psdb-goias-preso_n_11675692.html?utm_hp_ref=brazil

O PSDB é um partido livre de corrupção, a casa das santas, o reduto das ninfas, um oásis angelical.

Franchico disse...

Brasil, um país de embrulhar o estômago.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-casamento-do-nazismo-com-a-escravidao-no-brasil-por-marcos-sacramento/

Franchico disse...

Se fosse no Brasil era capaz de os velhinhos terem apanhado.

http://www.brasilpost.com.br/2016/08/24/casal-roma_n_11544724.html?utm_hp_ref=brazil

Franchico disse...

Típico de marginais: agem na calada da noite.

http://www.debateprogressista.com.br/voce-nao-viu-na-midia-congelamento-dos-investimentos-em-saude-e-educacao-foram-aprovados-no-congresso-durante-a-madrugada/

LADRÕES.

rodrigo sputter disse...

enquanto isso o irish pub, uma casa de shows, ficou fechada, segundo dizem com alvará e tudo, pq diabos não sei...pq lá não podia ter show...especulação imobiliária chegando??

boa notícia:

http://atarde.uol.com.br/cinema/noticias/1796093-em-cafe-society-woody-allen-busca-um-sentido-para-a-vida

embora, algumas pessoas tenham falado um monte de coisa dele que não sabemos se é verdade ou mentira...gosto de ver os filmes dele...

sobre a galera q abre negócios pq tem condições, será q a moça q escreveu tb num tem?
sei lá...tem uma galera meio barona fazendo isso sim e tirando onda, mas tem gente correndo atrás tb...num pode fazer isso?
sorte de quem tem alguém q possa te apoiar em suas coisas para darem certo...acho q tem muito mimimi em ambos os lados...enfim, tou querendo um trampo e não acho...queria eu poder ter algo pra abrir...mas só entende de filmes, livros e música...nada que as pessoas gostem...já tive vontade de pegar uma grana e abrir uma loja do Bahia...de roupas e souvernirs...pq a galera compra...mas num sei...num tenho $$ pra isso...experiência e não sei se valeria a pena..deixa o povo ser feliz...a jornalista pode tá de mimimi ou dor de cotovelo tb...cansado dos fodões da net q tão sempre certos...