segunda-feira, janeiro 23, 2006

A MODA É ODIAR

Se tem uma coisa que me deixa puto da cara é essa associação que várias bandas, jornalistas e colunistas fazem - a cada temporada de desfiles no eixo Rio-SP - do rock com a moda. A última coluna do seu Lúcio já começa pelo título: "A moda é rock". Até na coluna do Finatti na Dynamite tb há menções à detestável SP Fashion Week. Tudo bem, o Wry tocou no desfile de um daqueles estilistas ultra modernos e tal. Antes do Wry, outras bandas também já tocaram. Algumas mais, outras menos respeitáveis. No exterior, Meg White estrela campanha de uma griffe pra playboy dessas aí, esqueci o nome, até por que, mesmo que tivesse dinheiro para consumir essas marcas super caras, NÃO O FARIA. (Todas as minhas roupas - exceção feita à uma ou outra que ganho de presente em aniversário e / ou Natal - são compradas na C&A, Riachuelo e outras lojas vagabundas. E só para concluir isso, a simples idéia de entrar numa daquelas lojas da Alameda das Griffes já me causa asco. Aliás, eu já disse por aqui que CAGUEI PARA A MODA?) Antes de Meg, Stephen Malkmus (Pavement) e Kim Gordon (S.Y.) também já engordaram as contas bancárias posando para anúncios da mesma griffe. Bom, nada contra ganhar uns trocados no mole desses otários, mas o que me irrita é o deslumbramento que se cria em torno disso na mídia, digamos, descolada. Aí, tome-lhe os tais anúncios nos fotologs das crianças, as mesmas que detonarão suas ricas mesadinhas comprando os produtos anunciados. O pessoal nos comments vai me anarquizar, vão dizer que "rock e moda sempre andaram juntos, desde os tempos de Elvis, teve o cabelo dos Beatles, a elegância mod, a calça cintura baixa do Robert Plant, os alfinetes e despojamento dos punks, o negro dos góticos" etc e tal. Concordo. Rock e moda têm tudo a ver. O que seriam dos indies sem seu All-star? Do metal sem o jeans, o couro e os spikes? Dos góticos dos anos 80 sem o lápis preto de olho e o gel para moldar os cabelos? Dos grunges sem a camisa de flanela, o bermudão e o cavanhaque? Pois é, a moda é mais um dado no grande jogo do rock n' roll, é ela que identifica o estilo, a época, o espírito (juvenil) da coisa. Mas aí é que a porca torce o rabo: todas essas referências, de uma forma ou de outra, se impuseram de maneira mais ou menos espontânea. Não foi nenhum desses estilistas viadinhos da SPFW que disseram: "Ai, calça rasgada é uó! Rockeiro agora tem que usar isso ou aquilo". E aí, tome-lhe referências ao meu, ao seu, ao nosso sacrossanto rock n' roll em suas criações, cenários de desfiles, bandas tocando ao vivo etc. Uma banalização e industrialização total, um freakshow para deslumbrados. Quer saber? O lugar do rock não é na passarela com aquelas modelos esqueléticas porra nenhuma, cara! Daí meu nojo, enfastio, saco cheio e impaciência com tanta frescura. Aliás, eu já disse que acho essa gentalha fashion de óculos moderninho o cú do mundo?

É engraçado isso, eu escrevi esse texto aí em cima agora há pouco e fui lá na coluna do Lúcio pegar o link. Dei uma relida e fiquei meio de cara como ele escreve achando tudo muito legal, bacana: a coleção da Melissa se chama Rock n' love (que fofo), a Zoomp promoveu um desfile punk rock... Deve ter alguma coisa errada comigo, por que eu leio essas coisas e tenho vontade de vomitar. Será que eu também me acho um "dono do rock"? Serei eu um mané imaturo, eterno adolescente tardio? Por que tanta gente supostamente inteligente (e muitos realmente o são) acha isso tudo "lindo" e eu, acho um "cú"?

E lembrem-se, amiguinhos: o que está escrito aí em cima NÃO É A VERDADE ABSOLUTA sobre nada. Trata-se apenas da minha opinião, e ninguém é obrigado a concordar com ela. Se você discorda, o que eu acho ótimo, apresente seus argumentos nos comments, calce suas luvas de boxe e vamos deBATER, ok?

NÃO FOI DESTA VEZ - Que nos livramos do Ruin Jovi. O avião da banda derrapou na pista de pouso no Canadá. Aqui.

READ THE BOOK / THE ONLY BOOK - Ainda estou lendo, mas desde já, posso dizer: Watchmen e a Teoria do Caos, de Gian Danton, livrinho de 80 páginas maneiro, é leitura que vale a pena, tanto para fãs da obra do bardo de Northampton, quanto para quem quer se iniciar nesse lance maluco de efeito borboleta e tal. Ainda tô no comecinho, iniciei a leitura hoje mesmo, mas fica a dica para quem quiser comprar. O livro é editado pela paraibana Marca de Fantasia e pode ser comprado por míseros R$ 10, 00. Você entra em contato pelo email contato@marcadefantasia.com.br que rapidinho o Henrique te responde mandando o número da conta. Você deposita as 10 pilas (correio já incluído), que em dois ou três dias o livrinho chega na sua casa. Quando eu terminar, posto mais alguma coisa sobre ele porraqui, oquei?

E COLÉ MERMA? - Atire a primeira pedra aquele - freqüentador do rock sotero nos 90's - que não bradou a plenos pulmões num show do Lisergia: E COLÉ MERMAAAAA????!?!? Pois é, amiguinhos e inimiguinhos, a banda mais emblemática de um certo rock sujo (a designação era a partir do visual, mesmo, nem passava pelo som, que tb era podraço) está de volta com quase toda a sua formação original, descontado o batera Duda, hoje residente em SP, tocando com Pitty. Caveira, Tiaguinho, Maluquinho e Duda marcaram época na década passada fazendo um som pesado, ligeiramente desleixado, com letras revoltadas com o estado de coisas e influenciado pelo hip hop. Gravaram algumas demo, apareceram na clássica coletânea Umdabahia (que também trazia Inkoma, Penélope, Dinky Dau, Dois Sapos e Meio, Filhos de Creuza e outra que esqueci o nome), com seu maior hit, abriram uma loja no Orixás Center com o mesmo nome da música e depois deram uma sumida. Voltam 28 de janeiro em show na Zauber, com a Sangria. Welcome back, malandragem!
LISERGIA - O REGRESSO...
28 DE JANEIRO COM SANGRIA
04 DE FEVEREIRO COM ZAMBOTRONIC
R$ 10,00, NA ZAUBER (Lad. Da Misericórdia, 11, Comércio).

48 comentários:

Eduardo Luedy disse...

pôxa, chico, eu gosto de ver desfiles de moda quando passa na tevê. gosto em particular de ver as garotas - mesmo as magrinhas. (os rapazes não é minha praia, mas os caras são bonitos também). tem um filme do kubrick que ele trata disso (acho que é o último dele). lembro que ele falou do fascínio que teve ao ver pela primeira vez um desfile de moda desses bem badalados.
luedy, que tb compra na c&a e na riachuelo - no cartão em 12 vezes.

Franchico disse...

Fala, Luedy, nada contra quem gosta e tb acho as meninas lindas - mesmo as magrinhas - mas o circo todo da moda, os fashionistas (outra palavra para deslumbrado desocupado e cabeça vazia) essa gentalha enfim, me dá urticária. E nada menos rock 'n roll do que tudo isso, por mais que queiram dar um verniz rock na coisa, chamando bandas para tocar nos desfiles e entupindo as roupas de referências...

miwky disse...

poxa, chico. quando me vir de melissa vira a cara pro lado e finge que não é contigo. hehehe!!

o último filme do kubrick não foi de olhos bem fechados???

Anônimo disse...

O filme do desfile é o Pret-a-porter do Altman.

Kubrick foi fotografo da revista Life e se especializou em fotojornalismo produzido. Quase como um ensaio de moda.

Sebastião Salgado é que foi cobrir uma temporda de desfiles em Paris e não conseguiu ultrapassar a matilha colada na frente da passarela. Aí fez lindos retratos em Pb, lá da casa do caralho.

A moda até que é legal, mas esse negócio de jornalista, boca-livre, passarela e gente histérica que acha que descobriu a roda porque pesquisou a vida de Bispo do Rosário pra bordar numa camiseta sucks mesmo.

Bem fez Tom Zé que refutou a homenagem que um estilista lhe fez. Pregar a cara e o trabalho dele por toda a coleção e não pagar um centavo por isso. As roupas, obviamente não seriam doadas.

Jacques DuPont, o colunista imortal, ofertaria Opalas negras pro espertinho.


Abraços Sora

Eduardo Luedy disse...

ok, dona sora sabe-tudo-de-cinema! eu me atrapalhei, tá? mas era o último do altman (por sinal, grande cineasta).
miwki, cadê meus discos?

Franchico disse...

Miwky, e eu que uso All Star (e me amarro), como quase todo mundo do rock? Normal.... O anormal é viver na ânsia de estar na "última moda".

Sora, Tom Zé é o cara. E Sebastião tb.

Luedy, o último filme do Altman, cineasta genial da estirpe de Coppola, Scorsese & cia foi Assassinato em Gosford Park. Pelo menos, foi o último que vi dele no cinema. Recomendo.

Franchico disse...

Diz que Lou Reed tá virado na porra com o roteiro do filme Factory girl, sobre Edie Sedgwick, modelo e atriz do famoso estabelecimento de Andy Warhol, morta em '71, por overdose de álcool e barbitúricos. O cara desclassificou o roteiro, disse que é "uma das coisas mais nojentas que já li - contando com qualquer porcaria feita por idiotas iletrados - em muito tempo. Não há limites para as coisas que as pessoas possam fazer por um pouco de dinheiro". É, o home tá irado. Deu no Omelete:

http://www.omelete.com.br/cinema/news/base_para_news.asp?artigo=16292

Anônimo disse...

ah, o império do efêmero...é uma coisa antropológica mesmo, da natureza humana...creio que sempre tentamos fugir da moda industrial em larga escala e tentamos adaptar o repertório de vestuário disponível no mercado ao nosso jeito de ser, como uma segunda pele...por falar nisso, as camisas artesanais da são rock são do cacete...agora, não sou muito chegado nesse povo militante do mundo fashion...nem os da heroin chic...chico, cadê o pingue-pongue com fábio cascadura?! o pessoal já está achando que é pilha sua...
comentário dedicado a david bowie, que sempre antecipou estilos e parece ser o cara mais cool da música pop...

Franchico disse...

Pô, man, vou dar uma ligada pra ele pra perguntar sobre isso hj mesmo. No máximo, amanhã eu dou uma satisfação pra vc e outros que esperam por essa entrevista... É que, tb, como ela ficou meio grande, eu disse pra Fábio que ele podia responder sem pressa, no tempo dele, o que eu realmente prefiro. Mas acho que logo, logo, ele me envia o questionário preenchido.

Ah, cês viram aquele programa da MTV com Lobão e Pitty tocando violão na praia? Até rolou uns trechinhos de clipes da Sangria e Úteros em Fúria. Depois ela tocou My favourite crime do Dead Billies... Lobão elogiou Fábio Cascadura e o comparou ao Catatau do Cidadão Instigado (tô precisando ouvir isso) no sentido de ambos serem "caras muito obstinados" e tal... Teve um momento que ele ainda provocou Pitty, querendo que ela dissesse quem faz rock bunda mole no Brasil, mas a menina soube se esquivar direitinho. Ela né besta nem nada... Até por que todo mundo sabe quem é quem nesse meio...

Eduardo Luedy disse...

porra, eu não tô dando uma dentro aqui. melhor voltar a falar de axé music que eu saco mais. Não! Eu prometi me tornar um talibã do rock, já tinha me esquecido... :)

Anônimo disse...

não preciso concordar com tudo que ouço lobão fala desde os anos 80 sobre música e outros assuntos, mas não resta dúvida que ele é uma figura corajosa, rebelde de verdade, espírito crítico aceso muito importante para a cena pop nacional...porra, algum dia, vamos ter que elogiar pessoalmente o velho lobo pela sacação de ter colocado a cascadura na revista outra coisa...realmente, vai abrir um portal de visibilidade muito legal para a banda...tomara que o novo cd seja legal como o vivendo em grande estilo, mesmo sendo outra coisa (ué, gostei desse final!)...
comentário dedicado a ian hunter

Anônimo disse...

corrigindo
"...ouço lobão falar"
comentário dedicado ao tequillers

cebola disse...

merda, esc, é com um L só, oh caralho. Quanto ao cascadura cláudio, lá no clashcity ( lembra? ) tem um post meu sobre o #1 que é, inclusive, o início de uma série sobre os 90 em salvador. Se quiser colaborar, seja com post ou com comentaários, se jogue. Pode servir como aperitivo pro ping pong estilo metrÔ de salvador, eterna promessa ( hihi, mal aí chico, só pra implicar )

Franchico disse...

Normal, Cebola, o processo é demorado, mesmo.... Eu, que anunciei prematuramente, que arque agora com as consequências... Seu sacana...! ;-)

Anônimo disse...

o robert altman é um grande cineasta mesmo. os desfiles de moda podem ser até legais com aquelas gostosas na passarela e na platéia, mas esses desfiles de moda feitos pelo iguatemi-bahia e shopping barra são patéticos mesmo com estas celebridades da baianidade tirando uma de fashion.
já o avião do bon jovi em apuros seria mais bacana ainda se eles estivessem excursionando com o flaming lips. aí o serviço ficaria completo.
já o sebastião salgado é um show de pieguice e exploração da miséria alheia a serviço do dinheiro das grandes agencias de fotografia. comentario dedicado a mais outras bandas de caralho q franchico acha uma merda ou nunca se intressou em ouvir: guru guru, steve miller band, focus, shakin´ pyramids, poco, lene lovich, big country

Franchico disse...

Bicho, vai gostar de bandinhas vagabundas assim lá em Papua Nova Guiné, na moral....

Poco? Quer dizer, Poco Interessante, né?

Franciel disse...

Sobre moda posso falar com muita autoridade porque, ao contrário de Sora, não entendo nada sobre.
Assim, sociologicamente analisando o fato, creio que o problema não é a moda em si, como não o é a TV, ou qualquer outra porra.
O grave é achar que o mundo começa e termina nas passarelas. É transformar algo que é apenas uma parte em um absoluto.
O Jornal A Tarde, por exemplo, tem destinado a primeira página do Caderno de Cultura para tratar exclusvamente de moda. O que deveria, se é que deveria, ganhar um espaço casualmente, toma conta de um caderno cultural, dia após dia.
Enfim, acho que já passou da hora deste povo quietar o fashion.

Comentário dedicado Renato Andrade, recentemente falecido, e que era um ás na moda...de viola.

Anônimo disse...

franchico. mas q preguiça e poco interresse de sua parte. vá lá no allmusic.com e procure saber quem é o poco. vc q diz gostar de neil young (será pelo hype?) vai gostar muito do poco q é uma das grandes bandas do country rock ou para usar um termo hypado, uma das bandas q criaram o "americana". comentario dedicado a son house, richie furay, albert king, pixinguinha e solomon burke

Franchico disse...

É claaaaaro que é pelo hype, vc já não sabe? (Só não sei que hype é esse, já que Neil sempre foi um cara low profile.) Só não entendo por que vc continua vindo aqui vomitar nomes de bandas. Das duas, uma: ou tu é um puta desocupado, ou então gosta muito de mim e quer me catequizar (sem saber que eu já passei da idade). Mas tá bom, eu juro que vou procurar conhecer o Poco... Já que vc acha que EU TENHO que conhecer tudo...

miwky disse...

eu conheço pogues, que é bala.

Franchico disse...

Yeah, a banda do "sósia" irlandês de Wander Wildner, o fantástico Shane McGowan. (Quer dizer, Wander é que seria sósia de Shane, já que os Pogues são mais antigos que os Replicantes)...

Tá vendo, anônimo? Eu tb conheço o Pogues...

Anônimo disse...

pogues é figurinha fácil. saía na bizz dos anos 80 e 90 direto. aí não vale. richie furay era do buffalo springfield e depois formou o poco.

miwky disse...

ai, ai tb fica tudo fácil, nego. com o google na mão, acho até aquela panela de frigir ovos....

esse negócio de ressaltar por ressaltar uma banda desconhecida, é meio coisa de indie...

Franchico disse...

Companheiro, na boa, muito simpático vc querer me iluminar assim e tal, mas esse negócio de "eu conheçio mais bandas do que vc" é pra lá de infantil. Em vez de ficar aqui dando pitacos, crie seu próprio blog e nos ilumine com seu vasto conhecimento, oquei?

Anônimo disse...

estamos aqui dando esses pitacos não é para querer iluminar nada não. é para vc franchico (e outros)deixar de onda e saber q existe rock fora do hype e bem antes dos anos 90. fui

miwky disse...

aproveitem a minha boa maré, tô sociabilizando informação bÔa no www.burnbahiaburn.blogspot.com

Franchico disse...

Ohhh, não me diga?!?!? descobri a pólvora, só graças a vc, viu criança? Muitíssimo obrigado.

Anônimo disse...

O Franchico!
To achando que é paixão! O cara ta querendo te dar!
Chamando a atenção, rapaz, isso aqui não é site de baitola não porra!

miwky disse...

ah, aquele dj big no festival de verão é big brother?? e batata é aquele??

se armaram...

Franchico disse...

Eu, hein?!? Sai de mim!...

Anônimo disse...

bom, quero esclarecer que essa moda de comentários com dedicatória foi lançada por mim, mas parece que agora estou fazendo seguidores... chico, meu último comentário foi sobre lobão...
comentário dedicado ao thin lizzy, still little fingers e van morisson (já que foi citado o rock irlandês)

Anônimo disse...

Porra!
Andei pensando, e esse anonimo pode ser mulé, ae se ela querer te dá...
Mas depois eu cheguie a conclusão que se for mulé deve ser das feias!
Se fosse boa jah tava dando, inves de ficar de onda por aqui!

Anônimo disse...

somos um agrupamento e estamos prontos para entrar em ação toda vez q o senhor miwky e o pai franchico entrar na roda com seu violão triste ficarem dizendo q o flaming lips é uma excelente banda e q bandas q eles desconhecem como bachman turner overdrive é uma merda. estamos de prontidão e TOMEM CUIDADO. MUITO CUIDADO!!!
ass: os xiitas do rock

miwky disse...

o que temia, aconteceu. putz!

http://www.sarmento.org/janio/wp-content/Me%20exclua%20do%20Orkut.mp3

provável sucesso nas ondas do rádio!

Anônimo disse...

somos um agrupamento e vamos entrar em ação a todo momento q o senhor miwky e o pai franchico entrarem na roda com seu violão triste ficarem dizendo q o flaming lips é uma banda maravilhosa(arghh)e q bandas do caralho como bachman turner overdrive é uma merda. estamos de prontidão portanto TOMEM CUIDADO. MUITO CUIDADO
ass: os xiitas do rock

Franchico disse...

I (CORAÇÃO) FLAMING LIPS.

FLAMING LIPS: A MELHOR BANDA DE ROCK DO MUNDO.

FLAMING LIPS: EU QUERO É MAIS.

AT WAR WITH THE MYSTICS, O NOVO DISCO DO FLAMING LIPS: DESDE JÁ, O MELHOR LANÇAMENTO DO ANO.

ME DÁ MAIS FLAMING LIPS?

FLAMING LIPS É FOOOODDAAAA!!!!!!

WAYNE COYNE, DO FLAMING LIPS É O MAIOR GÊNIO DO ROCK 'N ROLL DESDE JOHN LENNON.

QUEM QUER FLAMING LIPSSSSS? EEEEEEEEUUUU!!!

Pô, valeu, galera. Vcs acabam de salvar minha tarde, que tava um tédio só.

miwky disse...

como assim senhor miwky?? é senhorita e de melissas!

que porra é essa??

se vamos fazer o negócio, vamos fazer direito: baixo, guitarra e bateria eletrônica. deixa o violão pra o CABONG (não tô falando de tu, luciano)!!

porra, criem seu blogs! prometo passar por eles, me segurarei pra falar bem de flaming lips.

turn it on, bem apropriado...

Anônimo disse...

q porra franchico. pára com isso. pára de ficar respondendo esses vermes. porra franchico vc tá estragando o blog respondendo tudo q neguinho posta. o rockloco tá se transformando numa lixeira com tanta porcaria postada e respomdida por vc. pára com isso e se concentra no seu trabalho

Anônimo disse...

ué, o rock loco é de miwky agora?
comentario dedicado ao status quo e ao manassas

miwky disse...

ô, não tem dono de todo tipo de rock aqui??

Anônimo disse...

ô miwky deixe de viadagem q não tem essa de dono do rock nada. precisa acabar com esse negocio de quem tem opiniã firme passar a ser tachado de ser dono de alguma coisa. aceite o debate democrático com opinião próprio. manassas grande banda q franchico e miwky nunca ouviram

Franchico disse...

Companheiro, entenda uma coisa: Pra mim, ANÔNIMO = LIXO, NADA, VAZIO, DESOCUPADO.

Arrume uma identidade de gente, seja homem (ou mulher ou franchone, sei lá) e a gente conversa. Pode vomitar quantos nomes de bandas vc quiser aí, que não tá me dizendo nada.

Câmbio e desligo em definitivo.

Franchico disse...

E só para concluir: que moral tem vc em requerer um "debate democrático" se nem do anonimato vc tem culhão de sair? Que democracia é essa?

Câmbio e desligo mesmo.

miwky disse...

eu apoio a diversidade: quanto mais blog, melhor. agora, tem de ter a manha de fazer ou então é ficar anônimo, mesmo.

como na natureza: uns são peixinhos, outros tubarões. normal.

Anônimo disse...

mas miwky é peixinho, tubarão ou baiacu?
comentario dedicado ao twisted sister, robin trower e trapeze.

Anônimo disse...

Agrupamento????
Sabia que era Clube do rock, ou suruba gay...
Vai saber...

Anônimo disse...

bom, esse anônimo aí que está em guerra com chico e essa miwky está defendendo a posição dele porque eu só defendo o amor à música, mesmo que tenha que ser antipático....agora, não resta dúvida que o cara dedica os comentários dele (seguidor) a grandes nomes do rock...
comentário dedicado ao eletric sun; west, bruce and laing e ao beck, bogert e appice

Janjão de Aratuípe disse...

Disconcordo inteiramente e vice-versa!
Comentário dedicado a Raimundo Sordado e Frankito Lopes, O Índio Apaixonado...