terça-feira, maio 17, 2005


jesus & mary chain: ser indie ou não, eis a questão Posted by Hello

34 comentários:

Anônimo disse...

para mim é o leo perdido entre o pós-punk e o indie
Cláudio

Anônimo disse...

ERRATA - para mim é o elo perdido entre o pós-punk e o indie
Cláudio

Anônimo disse...

que porra é indie?

Anônimo disse...

o rock loco é um blog indie?

cebola disse...

pra mim o o jesus é uma puta duma banda de ROCK, e cabou.

cebola disse...

e tem mais, meu proximo post é o psychocandy, ninguém tasca!

Anônimo disse...

FUCK OFF ALL YOU PEOPLE! IT SEEMS YOU GUYS DON´T KNOW NOTHING ABOUT ROCK AND ROLL. DEFINETELY WE ARE NOT (NOT NOT NOT NOT) AN INDIE BAND. WE HATE INDIE ROCK AND ALL THIS BORING SISSY FUCKING BANDS LIKE BLOODY VALENTINES, FLAMING LIPS, BELLE AND SEBASTIAN, DINOSAUR JR. WE REALLY HATE THAT SOUND. THE BIG ONES FOR US ARE THE OLD GREATS BO DIDDLEY, BEACH BOYS, VELVET UNDERGROUND AND ALL THOSE PEOPLE WHO ENJOY LIFE. INDIE ROCK SEEMS SO SAD, THEY ARE SO SERIOUS AND FLAT. REALLY, INDIE ROCKERS ARE A BUNCH OF WANKERS CRYING THEIR EXISTENCE AWAY, COMPLAINING ABOUT THE WORLD. INDIE ROCK MAKES THE KIDS FEEL WEAK AND UNABLE TO CHALLENGE SITUATIONS. WE ARE NOT AN INDIE BAND. WE HATE INDIE ROCK. LISTEN TO OUR SONGS AND YOU WILL SEE WE ARE NOT AN INDIE BAND.

JIM AND WILLIAM REID / SCOTLAND

cebola disse...

seja quem foi que escreveu isso aí em cima, as influencias citadas do jesus são EXATAMENTE essas aí...quanto ao resto, né comigo não...

Nei Bahia disse...

Vamos todos pra casa ouvir o Led Zeppelin 4!!

Anônimo disse...

alguem ai pode traduzir o que os irmãos reid disseram? pelo que entendi eles odeiam indie rock e eu concordo com eles e será que franchico ten ursinho de pelucia na estante do quarto?

jonas

cebola disse...

no coment tem que eles gostam é de rock das antigas tipo bo didley (de quem já fizeram cover) , Velvet ( idem) , beach boys (idem ), e que sim, odeiam indie. É o que tem no coment. Óbvio que deve ser falso, porém as citações são corretíssimas. No mais, fizeram cover de Little Red Rooster ( bluesaço das antigas ), My Girl ( sim, aquela dos Temptations)etc etc etc...Muuuuito além do rótulo polêmico, na minha modesta opiniâo de fã dos caras.

Anônimo disse...

eles dizem q indie rock é coisa de maricas, punheteiros e bundões e muito mais desaforos enviados aos indie

Franchico disse...

sim, sou apaixonado por indie rock, sim. da mesma forma que sou apaixonado pelos dinossauros de todas as décadas, da mesma forma que gosto de descobrir bandas novas todos os dias. não vou discutir se indie rock é coisa de maricas, deprimido ou o que quer que seja. isso não é opinião de quem conhece. e eu só discuto com quem conhece e com quem assina suas opiniões. e mais: anônimos no Rock Loco são sumariamente ignorados. Cláudio, não tenho nada contra o metal, pelo contrário, o metal foi minha porta de entrada no rock quando tinha 12 anos, em 1984. guardo com muito carinho diversos vinis que tenho desde aquela época e vc sabe disso. agora, que o metal está estagnado há (no mínimo) uns bons 10 anos não é novidade pra ninguém. outra coisa, voltando ao indie. Correto, o nome surgiu por conta das gravadoras independentes, mas na minha concepção, INDIE ROCK é um estilo musical dentro do rock. então não cabe de forma alguma a afirmação de Nariga que a Mercy Killing está gravando por gravadora independente então é indie. errado. indie rock é um estilo musical, repito. e é a esse estilo que me refiro o tempo todo quando digito a palavra indie. qto ao Jesus, volto a bater na mesma tecla. pra mim, eles inauguraram o indie rock com seu primeiro disco. e como já disse antes, no fim é tudo rock. seja Jesus, Stones, Flaming Lips, Led ou My bloody Valentine: é tudo rock. com estilos e propostas totalmente diferentes entre si, mas veio tudo da mesma fonte: Elvis, Chuck, Little Richard (aliás, o verdadeiro Rei do Rock pra mim). nesse ponto Cebola está certíssimo. enfim, é assim que eu penso. vcs deixam, né? ;-)

AH: o ROCK LOCO é um blog de rock (e alguma cultura pop, vá). loco. mas de rock. e obrigado aos irmãos Reid por sua valiosa participação. isso é que é um blog bem frequentado...

Franchico disse...

ah, ursinho de pelúcia na estante eu não tenho não, mas eu vi um bem peludo no quarto da tua irmã.

foi mal, Jonas, mas sabe como é: bateu, levou.

Franchico disse...

Nei, prefiro ouvir o Phisical. pelo menos não tem Stairway to heaven.

Franchico disse...

ah, quer saber? eu gosto mesmo é de rock, sabe? pra mim, rock é que nem mulher: é bom de todo jeito. alegre, triste, leve, pesado, doce, salgado, bonito, feio, de cabeça pra baixo, varrendo a casa, tomando banho, comendo, trepando, cagando, subindo pelas paredes, intelectual, ignorante, pacifista, violento, A PORRA TODA. é rock? vamos nessa! eu só não gosto de rock de guri, tipo Charlie Brown e Linkin Park e similares. isso aí eu num gosto não. tirando esse rock ruim, o que vier eu traço. OK?

osvaldo disse...

o jesus & mary chain é uma puta banda de rock,inclusive eles odiavam a pecha de "shoegazer" que a imprensa colocou na epoca.shoegazer porque tocava olhando(gazing) pro chão ou pro sapato(shoe).tinha algo de timido nas performances deles, uma agressividade introspectiva, uma raiva contida, os vocais afogados em reverb , quase inaudiveis, bem atras de uma parede de distorção e fuzz de guitarras, com vocais e melodias nitidamente melancolicas, ou sera que darklands é uma musica alegrinha?happy when it rains é o que então? algo que na epoca era identificado como um estilo meio indie..., ao mesmo tempo que o nivel de distorção e volume do jesus era cruel,matando qualquer noção de banda fofinha.isso para pontuar que engessar uma banda superlativa como o jesus numa unica categoria é no minimo um exercicio meio inutil. o jesus foi uma banda que uniu tradição e modernidade ao rock, forjando um estilo unico.

cebola disse...

é isso aí

csotojr disse...

Chico, se indie é bom ou não, ao meu ver, essa não é a q questão velhinho, mas na minha humilde opinião, olha só, na minha opinião o termo indie não conota um estilo musical, porque muitas bandas que vc citou no post já ouvi e tem estilos bem divergentes, acredito eu que o termo indie seja apenas uma condição puramente mercadológica, de onde essas bandas supracitadas estavam inseridas (digamos, na origem...depois...). No mais gosto de algumas delas e desgosto de outras. Como diz o velho sábio chinês..."gosto é igual a c...cada um tem um seu".

csotojr disse...

Aliás, o post original do blog irmão, "Q porra é indie" foi apenas pra se abrir uma discussão neste sentido, não pra degradar ou babar o eggs de bandas supostamente "indie", nem seus ouvintes, ou não ouvintes.
Abraços a todos.

Luciano disse...

De novo essa discussão? Qualquer rótulo vai abarcar bandas que nem sempre tem estilos diferentes. Indie veio de tipos de som feitos por bandas que viviam a margem do mercaod. A imprensa tem falado de indie tudo que é independente, é um erro por preguiça. Ser Independente não siginifica ser Indie. Indie tem a ver com um tipo de som sim, que o Jesus acabou sendo colocado dentro. Concordar com ele ou não é outro papo. E não conheço quase nenhuma banda séria que goste de ser enquadrada num rótulo.

csotojr disse...

falou, valeu!!!!

Anônimo disse...

esse papo de indie rock já estourou o saco! INDIE ROCK IS DEAD!!franchico e compadres indies: aceitem que o estilo acabou. indie rock é pouco criativo, não tem uma banda indie que continua fazendo bons CDs eforam atropelados por outras bandas que chegaram com muita vontade de mostrar serviço. diferente de indie rock que [e rock de preguiçoso. e fica feio ficar dizendo que bandas QUE NÃO SÃO indie (jesus ...) ser indie. franchico quantos ursinho de pelucia vc tem em casa?

jonas

Anônimo disse...

tá certo, Luciano, tá certo. falou tudo o que eu já tinha dito e mais, de forma sucinta. companheiro Jonas, respeito sua opinião, vc tem todo direito de achar que indie rock é uma bomba e coisa e tal. que ele acabou, eu mesmo já o havia dito no meu post sobre o assunto, concordo. de 2001, 2002 para cá, uma nova leva de bandas surgiu com mais gás, mais energia mesmo. eu achei muito bom, pois concordo, o indie rock já andava mais pra lá do que pra cá. agora, se vc não gosta de indie rock, tudo bem tb, MAS EU GOSTO. vc deixa? pra mim, sem indie rock, os anos 90 praticamente não teriam nem existido. o indie rock foi a melhor (talvez a única) coisa boa que aconteceu nessa década. é o que eu acho. ponto. vc não acha? ok, beleza. vc acha pra lá que eu acho pra cá. qto aos ursinhos, eu já respondi essa pergunta. tamos aí...

Franchico disse...

opa, esse último comentário aí é meu. saiu anônimo não sei por que.

Marcos disse...

Oi pessoal do Rock Loco, só uma pequena pausa nessa discussão sobre 'ser ou não ser indie, eis a questão' para convidá-los para o lançamento do primeiro single da Theatro de Séraphin, além de aniversário de primeiro ano da banda, hj às 19 na São Rock. Os colaboradores do Rock Loco - Luciano, Franchico, Osvaldo, Big, Sora e Greice - têm um exemplar garantido.

Franchico disse...

ueba! garanto será amplamente divulgado às sextas feiras.

Anônimo disse...

INDIE ROCK IS DEAD INDIE ROCK ÉS MUERTO INDIE ROCK JÁ MORREU e franchico tá inconsolável sigurando a alça do caixão e implorando levanta cadáver levanta cadáver! mas pra morte num tem jeito mesmo. êh franchico vai chorar no pé do cabôclo ou então no pé de wayne county. valha-me DEUS mangaLô pé de pato 3 vezes. INDIE ROCK JÀ MORREU>

Anônimo disse...

um beijinho açucarado,meladinho para: francisco,jonas e o indyroque
tia arilma

Franchico disse...

rapaz preciso arrumar um assunto pra colocar outro post aqui urgente, que essa conversa já deu no saco, viu...

Anônimo disse...

sabe franchico acho mesmo q vc podia se esforçar mais e ser nais criativo. vc não foi feliz nesse post requentado sobre indie rock. antes eu achava q vc sabia de rock agora não sei mais viu? vc misturou as coisas falou q jesus mary chaim é indie e os leitores provaram q não é indie. acho ótimo as pessoas mudarem e rever sempre o q pensa. qdo eu era mais nova adorava roxette, no doubt e cardigans. o tempo foi passando e vi q essas bandas são mal né? não fique preso aquilo q vc um dia gostou e q depois ficou prá trás. pegue esses discos de indie q vc tem e venda todos. indie rock ficou uma coisa baba mesmo. deixei de lado o indie qdo ouvi strokes white stripes franz ferdinand eles são mais rock tem mais pique mesmo né? indie ficou aquela coisa sem graça ,cabeção de menino enxaqueca. leve a mal não franchico tô falando de coração e gosto de ler vc escrever qdo vc estar criativo. bjs eliane

Franchico disse...

querida Eliane: li com toda a atenção sua cartinha. Agradeço seus pertinentes comentários e seus (quase) elogios dirigidos à minha pessoa. Veja, Eliane, desde os doze anos de idade, quando eu começei a gostar de rock, 21 anos atrás, e isso é um mero instante comparado à outras pessoas, eu tive diversas e diversas fases, digamos, "rockeiras". Já fui headbanger, já fui gótico, já fui soulman, já fui new wave, já fui psicodélico, hard rocker, punk, indie (sim, claro), eletrônico, grunge, tecno pop... O indie rock é nada mais que uma faceta do rock. Uma fase na vida, e que, como todas as fases bacanas, sempre deixam traços. Eu sempre serei um pouquinho indie. Assim como sempre serei um pouquinho metal, sempre serei um pouquinho gótico, um pouquinho... Dá para vc entender?
Mais: Não acho que tenha misturado nada, não. Não acho que ninguém provou nada tb não. JESUS É INDIE. esse é um conceito meu, não adianta, pode vir o Bento 16 aqui, me dizer, "Franchico, Jesus não é indie", que não me convence. E sinceramente, essa postura de: "opa, apareceram bandas novas! vamos pegar todos os discos da onda anterior e jogar tudo pela janela!" é coisa de gente meio sem personalidade, num sabe? não digo que é o seu caso, mas esse tipo de coisa não rola comigo. quer saber? eu não jogo NADA FORA. tudo é informação, e mais: tudo volta. é a lei do eterno retorno. olha aí, qta banda voltando. Pixies, Jesus, Gang of Four, quantas mais... olha aí o retorno do pós punk com todas essas bandas de NY e do Reino Unido. Olha aí o retorno do Led Zeppelin no som do White Stripes (q aliás, já encheu tem uns bons dois anos). Não demora, voltam o grunge, o indie, e o escambau. isso é bom? isso é ruim? eu sei lá. mas é assim que as coisas são.
mais uma coisa: que bom que vc entrou em dúvida sobre se eu entendo ou não de rock. é na dúvida que a gente cresce. só qdo questionamos o que nos dizem como verdade é que descobrimos as nossas próprias verdades, é natural. que bom que contribuo no seu processo de crescimento.
que bom tb que vc abandonou as insuportáveis Roxette e No Doubt, mais um sinal de amadurecimento. só discordo de vc colocar os Cardigans no mesmo saco. Muito superior à essas porcarias o Cardigans é, e eu imagino que vc ainda vá descobrir isto. não seja injusta nem modista e redescubra essa grande banda sueca. continue com a gente, viu? prometo me esforçar para ser mais criativo.
beijo do Chico.

Jair disse...

Pows...
eu gosto de roxette!

Bau music disse...

indie no meu ovo!
é pós punk!