quarta-feira, abril 30, 2008

MICRO-RESENHAS, PORRA!

Gordinho em ótima forma

Black Francis era a identidade de Frank Black, ou melhor, Charles Kitteridge Thompson IV (seu nome de batismo), durante o tempo em que esteve a frente da lendária e super-influente banda Pixies, na virada da década de 80 para a de 90. Quando a banda acabou, o gordinho de voz esganiçada - que cantava como se estivesse sempre à beira de um ataque de nervos - adotou o nome de Frank Black, com o qual tocou uma prolífica carreira-solo. Em 2004, os Pixies voltaram, fizeram uma turnê (que passou até por Curitiba), lançaram um punhado de CDs e DVDs ao vivo e sumiram de novo. Qual não foi a surpresa dos fãs, portanto, ao se depararem com o novo álbum do ex-band-leader, utilizando o antigo cognome pixiano. A brincadeira das múltiplas identidades, contudo, não ofusca o velho talento para compor algumas pérolas do rock alternativo. Provavelmente, Blue Finger se parece mais com um disco dos Pixies do que se estes resolvessem gravar um CD novo. Está tudo aqui: o clima me-segura-que-eu-vou-dar-um- troço-agora mesmo (em Threshold Apprehension), os riffs surf music (Captain Pasty), o pop perfeito (Lolita), os vocais femininos em contraposição ao dele próprio (Discotheque 36, com a cantora Violet Clark). O interessante é que o disco inteiro é uma homenagem ao cantor, pianista e artista plástico holandês Herman Brood - morto em 2001, após pular da janela de um hotel -, de quem ele regravou o rockão You Can‘t Break a Heart and Have It. Bala.
Blue Finger
Black Francis
Deckdisc
R$ 24,90
www.blackfrancis.net


Suspense pronto para virar filme

Uma pousada esquecida em uma estrada poeirenta é o cenário da trama macabra de loucura e assassinatos que se desenrola em Fim do jogo (House, no original), dos escritores Frank Peretti e Ted Dekker. Dois casais, desconhecidos entre si, são os protagonistas desta história que, se não é lá muito original, pelo menos, prende o leitor pelo ritmo frenético, cinematográfico da narrativa. Após chegaram na casa, os personagens são surpreendidos com a proposta de um jogo, cujas regras só fazem sentido para mentes insanas. Fãs de filmes como Jogos Mortais e O Albergue têm diversão garantida aqui.
Fim do jogo
Frank Peretti e Ted Dekker
Ed. Thomas Nelson Brasil
297 p. | R$ 44,90
www.thomasnelson.com.br


Terrorismo musical só para iniciados

A banda mais radical, barulhenta e indefinível da atualidade, a The Mars Volta é formada por Cedric Bixler-Zavalla e Omar Rodriguez-Lopez e convidados. Sua proposta é tão avançada que os críticos nunca lograram em criar um rótulo que cole na dita. O som é uma colagem esquizofrênica de thrash metal, free jazz, hardcore, funk metal, progressivo etc. O engenheiro de som teve um colapso nervoso durante as gravações do CD, uma peça sobre o poder do oculto - o Goliath do título é o nome de um espírito conjurado por Rodriguez-Lopez através de uma tábua Ouija comprada em Jerusalém, brinquedo preferido da banda durante as turnês. Tenha medo.
The Bedlam in Goliath
The Mars Volta
Universal
R$ 29,90
www.themarsvolta.com


Coelhinho peludo, armado e perigoso

Usagi Yojimbo (coelho guarda-costas), é uma HQ de grande sucesso, criada pelo japonês naturalizado americano Stan Sakai. Com animais antropomórficos, ele conta, a partir do personagem principal, o coelho Usagi, a história de Miyamoto Musashi (1584-1645), o mais lendário guerreiro samurai de todos os tempos. Os grande méritos de Sakai, além de passar ao largo do cansado estilo do mangá clássico - sem contar que ler no sentido oriental, de trás para a frente, é muito chato - são o seu traço virtuoso, detalhista, e a narrativa clássica: linear, mas extremamente bem-resolvida. Nada de bichinhos fofinhos aqui, grandes caracterizações.
Usagi Yojimbo: Daisho
Stan Sakai
Devir /Dark Horse
208 p. | R$ 28
www.devir.com.br


Jarre regrava o próprio clássico


Pioneiro da música eletrônica, o multi-instrumentista francês Jean Michel Jarre costuma ser mais conhecido pelos shows pirotécnicos do que pela qualidade da sua obra. Eis que, talvez para lembrar ao mundo de que ainda está vivo, ele resolveu regravar o álbum que lhe concedeu fama mundial - além de ser o seu maior clássico: Oxygene, de 1977. O disco em si, apesar de já ter servido muito como trilha sonora de comercial de cursinho pré-vestibular, é uma longa viagem de rock progressivo / erudito, portanto, não é para qualquer ouvido. Sua qualidade, contudo, é inegável, graças à inocência com que o jovem Jarre manipulava o maravilhoso arsenal de instrumentos eletrônicos de que dispunha: um desfile de Minimoogs, Farfisas, ARP 2600, Mellotrons. Belo. Acompanha DVD.
Oxygene
Jean Michel Jarre
EMI
R$ 58,90
www.jeanmicheljarre.com


O mestre inglês da sátira na 2ª Guerra


Apesar de pouco conhecido no Brasil, Evelyn Waugh (1903-1966) foi um dos mais geniais e hilariantes escritores ingleses do século XX. Esnobe, católico e filho de aristocratas decadentes, era dono de uma pena afiada como navalha, como demonstrou nos romances Um punhado de pó e Furo!, nos quais ridicularizava sem dó a fleugma e os costumes dos nobres britânicos. Rendição incondicional, contudo, mostra uma outra face de Waugh, como um crítico da guerra e das políticas por trás delas. O livro é baseado nas suas próprias experiências - e as muitas desilusões que teve - durante a 2ª Guerra Mundial, quando serviu na Grécia e Iugoslávia.
Rendição incondicional
Evelyn Waugh
Nova Fronteira
288 p. | R$ 39,90
www.novafronteira.com.br

15 comentários:

Franchico disse...

RIP Jean Mitchell.

Morre o cantor francês de soul e blues Jean Mitchell

http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=875051

Que terra lhe seja leve....

Franchico disse...

O blogger tá menstruado de novo. Não quer saber de colocar imagem no post. Wordpress, aqui vamos nós. Uma hora dessas.

Franchico disse...

RIP Albert Hofmann.

Pai do LSD morre na Suíça aos 102 anos

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u397076.shtml

Franchico disse...

Alguém viu um porco voando por aí?

Porco voador de Roger Waters se perde nos EUA

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u397073.shtml

Franchico disse...

...Mais um que saiu voando por aí depois do fim de semana no Coachella...

Gary Dourdan, ator de "CSI", é preso por posse de drogas nos EUA

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u397005.shtml

Franciel disse...

Xicosvki, mesmo de luto por causa da morte de Doutor Alberto, meu médico particular, não posso deixar de registrar também as importantes opiniões de Doutor Antonio Natalino. Ouça.

http://noticias.terra.com.br/educacao/interna/0,,OI2858408-EI8266,00.html

Franchico disse...

Quem quiser ou puder comparecer ao enterro de Jean Mitchell, seguem as informações de Silvana Malta:

"O bluesman francês Jean Mitchel faleceu ontem (29) à noite, às 23h30, vítima de infecção generalizada provocada por hepatite alcóolica. Ele havia se entregado à bebida desde que passou a morar nas ruas do centro histórico, em situação de quase indigência. Ele era o melhor.

O enterro acontece hoje (30), às 16h, no cemitério Quinta dos Lázaros, na Baixa de Quintas (próximo à Av. Barros Reis).

S."

Francis, o assunto é polêmico e merece reflexão. Vou ali no mictório botar Tico e Teco pra brigar e volto com uma opinião abalizada sobre este trepidante assunto.

zé do olodum disse...

o professor eh maluco mas falou a verdade. a má educação e ignorânça dos baiano assusta os visitante

osvaldo disse...

este disco do mars volta é a melhor coisa que eles ja fizeram mesmo com algumas faixas demorando mais do que deviam,alias eterno defeito do prog. ah o disco é prog pra caralho.

mario jorge disse...

Resmo da putaria: LSD faz bem, 102 anos é foda; Mars volta é bom mesmo; Cirrose hepática mata mesmo; O ciclo estral do blog não é confiavel, pode engravidar; Teste de q.i. já não é usado para medir a inteligencia a mito tempo e o malco do professor se acha um ariano puro; Má educação e ignorancia não tem nada haver com inteligência.

Franchico disse...

FINALMENTE SALVADOR GANHA UMA COMIC SHOP:

Com acervo de quase 20 mil exemplares, chega finalmente a Salvador uma comic shop de verdade. A RV quadrinhos, parte integrante da RV Cultura e Arte, pretende ser tanto o lugar para as compras de lancamentos do mes, quanto um espaco para o colecionadores aflitos por raridades. A loja funciona de segunda a sabado, das 9h as 19h, na Rua Barro Vermelho n 32, Rio Vermelho.


UHÙÙÙ!!!

Franchico disse...

Antes tarde do que nunca....

Úteros na rede
Pouco ouvida pelas novas gerações, a Úteros em Fúria fez história no rock baiano. Agora, seu único álbum lançado, Wombs in Rage (1993), está no MySpace.

Ouçam: www.myspace.com/uteros

Nei Bahia, guru do rock local e autor da façanha, promete um site no Trama Virtual para breve, com o CD na íntegra, fotos e o histórico.

osvaldo disse...

Da serie o nome dela é Waldemar:

Narcisa quer travestis em festa
http://lulacerda.ig.com.br/home/index.php?contentId=9960

È Fenomeno , era melhor ficar calado, quanto mais você explica pior fica. Foi um caso classico de batom na cueca , no caso em questão fio de barba na cueca.

cebola disse...

Epa epa epa!!! O outro King of Rock ´n´ roll no Brasil!!! Mr. Chuck Berry!!!! tirei isso aí do omelete.com:

"A turnê começa no dia 17 de junho em São Paulo (HSBC Brasil, ex-Tom Brasil). Daí vai para Rio de Janeiro (Vivo Rio - 18/06), Curitiba (Theatre Positive - 20/06) e termina em Porto Alegre (Pepsi On Stage - 21/06)."

Silvana disse...

O cantor francês de jazz e blues Jean Mitchell – falecido no último dia 29 após longa temporada vivendo como sem-teto nas ruas do Centro Histórico de Salvador – será homenageado nesta sexta-feira (dia 9), pela sua banda, a Jean Mitchell Blues Band, com a qual se consagrou no início desta década como uma das melhores atrações do gênero na capital baiana. O show acontecerá a partir das 18h, no Restaurante Maxim´s (no Comércio), e integra a programação do Projeto Checkmat, que tem como objetivo oferecer oportunidade aos diversos grupos musicais de blues, jazz, rock, forró, salsa e MPB que lutam diariamente por espaço para suas apresentações. Ingresso: R$ 5

Quando: dia 9/05 (sexta-feira)

Onde: Rua Miguel Calmon, Ed. São Paulo, 1º andar (ao lado do Ed. Citibank), Comércio.

Contato: Emmanuel Victor (8121 7553)

Ah, sim!O disco de Jean gravado em estúdio há oito anos está disponível para download gratuitamente nos seguintes links:

http://rapidshare.com/files/112141135/Jean_Mitchell_Blues_Band__em_est_dio__2000.rar

http://www.MegaShare.com/403875

http://www.badongo.com/file/9180972

http://www.megaupload.com/?d=BH6G7PEV

http://www.lastfm.com.br/music/Jean+Mitchell+Blues+Band

P.S. Jean faleceu em decorrência de uma cirrose hepática causada pelo alcoolismo, mas gostaria muito que o seu trabalho fenomenal se pertetuasse. Acho que é isso que todo artista de verdade quer, né não?