sábado, dezembro 28, 2013

LANÇADO NO BRASIL, 3º ROMANCE DE "STEPHEN KING SUECO" É DE GELAR OS OSSOS

John Ajvide Lindqvist, a vontade no ambiente de Domarö. Foto Maria A. Lindqvist
Autor de Deixe Ela Entrar, livro que gerou o premiado filme homônimo sueco (e depois, um raro remake ianque decente), John Ajvide Lindqvist tem mais uma obra publicada no Brasil: A Maldição de Domarö.

Conhecido como o “Stephen King sueco”, Lindqvist mostra neste seu terceiro romance por que anda com a moral em alta entre o público leitor de romances de terror e suspense.

Assim como King, Lindqvist parte sempre do ponto de vista do homem comum para tecer suas tramas de mistério – o que ele faz com raro domínio e sem a menor pressa em envolver o leitor, também como faz a sua contraparte americana.

Com quase 500 páginas, o que pode assustar leitores de menor fôlego, A Maldição de Domarö é um livro difícil de ser largado de lado, depois de iniciada a leitura.

Novamente, é necessário citar o Rei do Terror norte-americano, já que assim como nas narrativas longas mais clássicas de King (O Iluminado, Christine, A Hora do Vampiro), A Maldição de Domarö se impõe na vida do leitor como uma febre, tornando-o “amigo” íntimo dos personagens e deixando-o ansioso para saber dos seus destinos.

Se isso não for boa literatura, ainda que seja de caráter francamente popular, fica a pergunta: então, o que é?

Levantada do chão

Assim como no último livro de Lindqvist lançado no Brasil – Mortos Entre Vivos, 2012 – A Maldição de Domarö mistura terror e suspense com boas doses de drama  familiar.

Se em Mortos o drama era o de famílias que, de repente, tinham seus parentes falecidos (e em decomposição) batendo nas suas portas, aqui Lindqvist parte do misterioso desaparecimento de Maja, uma menina de seis anos, para tecer uma grande teia de subtramas  em torno de uma ilha fictícia (Domarö) e seus habitantes.

Tudo começa em um dia gelado de inverno, quando o casal Anders e Cecilia e sua fiha, Maja, vão passar alguns dias na ilha, aonde eles costumavam passar as férias de verão.

Durante um passeio ao farol de Domarö, Maja simplesmente evapora. Desaparece sem deixar qualquer vestígio, já que suas pegadas se interrompem na neve, como se tivesse sido levantada do chão.

Dois anos depois, alcóolatra, separado de Cecilia e arrasado, Anders volta à ilha, aonde moram sua avó Anna-Greta e seu marido, Simon, um mágico de teatro, aposentado.

A partir daí, Lindqvist solta de vez suas petecas, usando e abusado de flashbacks para contar as histórias passadas de Anders, sua juventude na ilha, Simon, Anna-Greta e de Domarö.

Há ainda muitas referências à cultura pop, incluindo uma enxurrada delas sobre The Smiths, por causa de dois personagens particularmente sinistros e obcecados por Morrisey & Cia.

Todos os personagens tem segredos em passados obscuros e, a cada pagina, Lindqvist parece reservar uma surpresa para o leitor – que não tem escolha, senão continuar lendo até o emocionante fim.

Em tempo: O blogueiro entrevistou Lindqvist em 2012, quando foi lançado no Brasil o livro Mortos Entre Vivos. Na entrevista, ele conta que está trabalhando com Tomas Alfredson (diretor de Deixe Ela Entrar) na adaptação de Harbour (título de A Maldição de Domarö em inglês) para o cinema. Relembre aqui.

A maldição de Domarö / John Ajvide Lindqvist / Tordesilhas / 496 p. / R$ 49,90 / www.tordesilhaslivros.com.br

9 comentários:

Franchico disse...

RIP Paulo Perrone.

http://atarde.uol.com.br/cultura/musica/materias/1558297-musico-paulo-cesar-perrone-morre-apos-parada-cardiaca

Músico profissional, boa alma, vitimado pela cidade do axé, pela cidade do terror. Triste.

Franchico disse...

Recomeindo - especialmente para os ligados em jam bands (alô Bramis, Nei, Márcio...)

http://newalbumreleases.net/61292/the-steepwater-band-live-and-humble-2013/#more-61292

Franchico disse...

A notícia....

http://omelete.uol.com.br/musica/bruce-springsteen-lanca-album-duas-semanas-antes-do-previsto

e a razão por trás da notícia:

http://newalbumreleases.net/61768/bruce-springsteen-high-hopes-2014/

Franchico disse...

A Fox não vai largar desse osso nunca:

http://omelete.uol.com.br/cinema/fox-pretende-unir-x-men-e-quarteto-fantastico-no-cinema-dizem-investidores/

Assim como a Sony não vai largar do Homem-Aranha jamais. Não nesta vida. É uma mina de ouro. A menos que os heróis comecem a fracassar nas bilheterias. Só assim.

Franchico disse...

É, finalmente podemos dizer que teremos um SHOW de verdade na Arena Fonte Nova. Esta notícia da Globo Ceará confirma que Tia Elton tb se apresenta em Salvador.

http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/12/elton-john-faz-show-em-fevereiro-na-arena-castelao-em-fortaleza.html

Estranhamente, o site dele, aonde eu gostaria de checar suas datas de turnê, simplesmente não está carregando. Talvez esteja sendo atualizado....

Preparem os bolsos. E os lenços, por que vai ser difícil não se emocionar.

Na hora de Nikita e Sacrifice, já viu: hora de comprar cerveja. Que vai ser daquela marca ruim lá, mas é melhor do que nada.....

Franchico disse...

Outra confirmação:

http://www.eltondaily.com/2013/12/lton-john-band-returning-to-brazil-in.html

VAI ROLAR! Yeah!

Franchico disse...

Redneck TV:

http://omelete.uol.com.br/series-e-tv/os-reis-dos-patos-volta-ser-filmado-depois-de-polemica

Mas a solução pra isso é bem simples: basta não assistir. Mas como o planeta é cheio de rednecks (curiosamente, de todas as etnias), duvido que um boicote consiga tira-los do ar...

Franchico disse...

AGORA É:

http://www.midiorama.com.br/works/news/20058/elton-john-volta-ao-brasil-2014-com-turne-follow-the-yellow-brick-road/

Franchico disse...

Pista R$ 100. Início das vendas na bilheteria da Fonte Nova: 6 de janeiro. Uhú!