quinta-feira, junho 25, 2009

O BOM FILHO

Com a saída de César Vieira, Cândido Soto volta a Theatro de Seraphin, que solta material anterior com o guitarrista pródigo

Uma das melhores e mais maduras bandas do rock local – e por “madura“, não me refiro apenas à idade dos seus integrantes – a Theatro de Seraphin vem passando por algumas mudanças.

A primeira é que o guitarrista César Vieira, o eterno indie guitar hero da extinta brincando de deus, saiu da banda. No seu lugar, volta o membro original Cândido Soto Jr., que havia saído do grupo, por volta de 2006, para integrar a Cascadura [e na qual ele também continua tocando].

Por conta disso – e até por que a Theatro andava meio parada ultimamente –, Marcos Rodrigues [baixo], Arthur [voz] e Dantas [bateria], tiraram da gaveta as músicas gravadas com Cândido em 2005, para o que seria o primeiro álbum da banda: Tristes Trópicos.

”Quando César saiu – e ele saiu numa boa, de forma muito tranquila, aliás –, a primeira coisa que pensamos era que não tínhamos mais motivos para não lançarmos essas músicas“, conta Marcos.

”O Tristes Trópicos ia ter 13 faixas. Quando Cândido saiu e César entrou, selecionamos seis dessas treze para César refazer as guitarras e as lançamos no EP, em 2007. Ou seja, mais da metade do trabalho com Candinho ficou de fora. Pegamos essas 7 faixas ‘perdidas’, mais uma que saiu no EP, chamada 12X8, intitulamos como Quando as Catedrais Eram Brancas e estamos disponibilizando na internet para quem quiser baixar“, explica Marcão.

O álbum com as oito faixas estará disponível a partir do dia 30, no endereço http://quandoascatedraiserambrancas.blogspot.com/. No www.myspace.com/theatrodeseraphin já há 2 faixas e um vídeo para 12X8. ”Tudo isso é uma ponte para o próximo álbum de inéditas, que deve sair em dezembro“, conclui o músico.

12X8


NUETAS

Rock pós-São João
Contenda, Minerva, Lumpen, Jonas e Ocarina fazem uma noite hardcore de alta octanagem no Dubliner‘s Irish Pub neste sábado (27). Pelo release, parece que a primeira está se despedindo do seu público. 19h, R$ 10.

Metal gringo de primeira na Boomerangue
No dia seguinte, domingo (28), Salvador recebe a veterana banda americana Omen (quem foi banger nos 80’s tá ligado) e a mexicana Strikemaster, além do clássico local Headhunter DC. As bandas gringas estão em turnê de mais de 20 datas pelo Brasil. A festa metálica será na Boomerangue, a partir das 18 horas. Ingressos: R$ 25 (antecipado) e R$ 30 na hora. O que vai ter de cabeludo acordando na segunda-feira de torcicolo...

Retros no TCA
E a Sala Principal do Teatro Castro Alves, nosso palco mais nobre, recebe dia 5 de julho o show de lançamento de Cha Cha Chá, o novo CD dos Retrofoguetes. A farra é no domingão, 11 horas, por R$ 1. E nada de dançar em cima das cadeiras, OK? Senão, nunca mais, etc etc...

5 comentários:

Franchico disse...

Uma coluna do Dez, desovada pelo bem da solicitada atualização do blog, bem como para a necessária iluminação informacional da nação roqueira local...

Anônimo disse...

cândido de volta ao teatro: demais!
guitar hard no meio do rock pos punk: demais!
melhor notícia do ano!!!!!!!
caos

M.R. disse...

Putz. Morreu Michael Jackson. Ataque cardiaco aos 50...

Anônimo disse...

Teatro de Serafim só não é mais chata do que o seu baixista.

Anônimo disse...

tem toda razao amigo de cima!