segunda-feira, fevereiro 26, 2007

LOS CANOS: UMA BANDA FOFÚTIL

A debochada banda local finalmente chega ao aguardado primeiro disco
Eles são românticos, eles são caras-de-pau e parecem não querer crescer nunca. Ainda bem, por que é exatamente o espírito de eterno adolescente que tempera e dá cara própria ao som da Los Canos, um dos destaques do rock local, que finalmente chega ao seu aguardado primeiro CD, Cada dia mais limpo e romântico (Läjä Records).

A festa de lançamento já tem data e local: 31 de março, na casa de shows Boomerang. "Estamos vendo se trazemos o Autoramas para tocar com a gente, mas isso ainda não está confirmado. Queremos fazer um festão mesmo, tipo baile de debutantes", avisa Dudu de Carvalho (guitarra e vocal).

Formada por Dudu, Loinho Sweet (baixo), Mary (backing vocal), Michael (guitarra) e Glauco (bateria), a LC surgiu em 2002, mas só começou a fazer shows no ano seguinte. "Eu tinha uma outra banda, mas que não tinha muito a ver, na verdade. Fiz umas letras, mas o pessoal só gostou de uma, chamada Mercadologia. Isso mudou o tom da banda e acabou por definir o estilo da Los Canos", conta Dudu, autor de quase todas as faixas do disquinho.

Não a toa, Mercadologia é exatamente a primeira faixa e cartão de visitas do CD, com sua letra transbordante de angústia adolescente: "Ontem eu fui ver / um show de Wander Wildner / e lá eu percebi / que eu não tenho a guitarra que eu queria ter / que eu não tenho o carro que eu queria ter / que eu não tenho a mulher que eu queria ter / e amanhã vou acordar cedo pra fazer trabalho / de mercadologia", berra o vocalista sobre uma base inequívoca de punk rock old school, coisa de quem ouviu muito Ramones.

Esbanjando sabedoria de pátio de colégio no seu som cru - ou "tosco", como classificam os críticos mais ranhetas - a Los Canos logo começou a chamar a atenção nos cenários alternativos local e nacional. Já em 2004, lançaram seu primeiro registro em CD, o EP Meu hobby é te amar, sucesso instantâneo no meio rock n' roll, facilitado pela distribuição das faixas em MP3 pelo Brasil afora.

No mesmo ano, começaram a viajar para se apresentar nos festivais de rock de outros estados, tendo tocado no Rio, São Paulo, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Norte e Paraíba. Em terras cariocas, chegaram cheios de moral, como uma das apostas do festival Ruído. "A gente tava meio apavorado de tocar no Rio. No mesmo dia, saíram matérias sobre o festival n'O Globo e no JB dando um puta destaque pra Los Canos", recorda Loinho Sweet. "Quando a gente soube que o Tom Capone estava na platéia especialmente para nos ver então, eu comecei a tremer. Sério, minha mão tremia na guitarra", confessa Dudu, referindo-se ao famoso produtor brasiliense morto em 2004 num acidente de moto em Los Angeles, logo após a cerimônia do Grammy Latino que premiou o primeiro CD da cantora Maria Rita.

De lá para cá, a banda começou a gravar o CD que acaba de chegar, além de continuarem tocando com a banda, estudando na faculdade e trabalhando nos seus empregos normais. Tocaram no histórico festival Claro q é Rock, que balançou a Concha Acústica em 2005 com o show da banda inglesa Placebo, além do Goiânia Noise, MADA e Festival Do Sol (ambos no Rio Grande do Norte) e Mor-Março (Paraíba). Já abriram shows para bandas como Autoramas, Cansei de Ser Sexy, Lulu Santos, Pitty, Marcelo D2 e Forgotten Boys, entre muitos outros.

Em Goiânia, travaram contato com Fábio Mozine, agitador da cena punk capixaba, vocalista das bandas Mukeka di Rato e Os Pedrero e dono do selo local Läjä Records. Mozine, que já havia gostado do EP de 2004, prontamente se disponibilizou para lançar o primeiro CD da LC. "Foi um lançamento do tamanho que a gente queria. O Läjä é um selo que lança várias bandas que a gente gosta e o patrão (Mozine) é super empolgado com nosso som, o cara é cheio de idéias. E mais: o CD tá baratinho (R$ 13) e será distribuído nos locais onde ele realmente será procurado", garante Loinho.

O mais legal é que o selo capixaba ainda tem um acordo com o selo japonês Karasu Killer, ganhando distribuição na Terra do Sol Nascente. "Me senti o próprio Jaspion quando recebi o material promocional da Karasu, umas fotos nossas com aqueles caracteres japoneses" brinca o baixista.

"Tentamos fazer o disco mais fofútil do mundo. Nos inspiramos em nossas namoradas, mesmo, tanto que o encarte tem um design (de Mauro Ybarros / Open Mind) imitando aquelas agendas de menina", conta Dudu.

Satisfeitos com o que conseguiram até agora, mas dispostos a conseguir muito mais, os meninos e menina da Los Canos querem trabalhar direitinho o lançamento do seu primeiro filhote. "Estou muito satisfeito com a banda e com o disco, menos comigo. A pior coisa da Los Canos é a gente mesmo", ri Loinho, cheio da auto-depreciação adolescente que é a cara da banda.

Resenha: Eles vão invadir sua praia

Um disco que já começa dizendo que "ontem eu fui ver um show do Wander Wildner" só pode ser bom. Inspirados pelo rei gaúcho do punk-brega, um bem-vindo tom de galhofa permeia todo o primeiro CD da Los Canos - a começar pelo título, Cada dia mais limpo e romântico, uma tiração de sarro com o clássico punk Cada dia mais sujo e agressivo (1987), dos Ratos de Porão de João Gordo.

Esperta, a rapaziada da LC sabe que é muito fácil fazer gênero de rockeiro malvado e parte para o caminho inverso - ou fofútil, como definiu seu vocalista Dudu de Carvalho. O resultado é uma deliciosa coleção de 14 faixas solares, velozes, auto-irônicas e despretensiosas. Punk rock bubblegum estilo Ramones até o osso, as letras enfocam aqueles tipos tão comuns e universais na vida escolar de todos nós: a patricinha que nunca nos deu bola (em Patrícia), a Garota Nota Sete ("mas que é bem melhor que sua garota nota dez") ou a adolescente lésbica ("Ela não gosta de mim / por que não gosta de garotos").

Cada dia mais limpo e romântico chega a lembrar uma outra estréia fonográfica de 22 anos atrás: Nós vamos invadir sua praia, do Ultraje a Rigor. Assim como o genial primeiro disco da banda paulista, o debute da Los Canos é uma verdadeira sucessão de canções fáceis, candidatas a hit e quase sempre, muito engraçadas, aptas a animar qualquer festinha. Desde já, um dos melhores lançamentos do rock baiano em 2007.

Cada Dia Mais Limpo e Romântico - Los Canos
R$ 13. Onde comprar: Copylux - Gráfica e Presentes Especiais (G Barbosa Costa Azul, tel.: 3341-1102) ou pelo e-mail: frangoterecords@gmail.com
http://www.fotolog.com/loscanos

Matéria publicada no jornal A Tarde do dia 24 de fevereiro de 2005. Texto sem a edição do jornal.

19 comentários:

Cláudio Moreira disse...

blz de matéria chico...fico feliz de ver essa banda na ativa porque fiz, há cerca de três anos, uma resenha sobre a los canos no portal de cultura do jornal a tarde, o extinto zignow, porque percebi a espontaneidade do rock dos caras...teve gente tirada a star do rock baiano que chiou porque encarava a banda como uma brincadeira e o tempo mostrou que ele estava mais do que equivocado...os caras são bons e acabou...vida longa a los canos

miwky disse...

los canos é uma banda muito divertida, mas tem gente que acha que rock é pra ser SÓ sério.

Franchico disse...

Stephen King é um cara legal e seus livros já me deram muito pesadelo na adolescência (O Cemitério - Pet Sematery, meu preferido, é um clássico, assim como Carrie, O Iluminado, Christine, Cujo, Zona Morta e Misery). Depois perdi o interesse e seus livros já não pareciam tão interessantes. Mas parece que agora ele está voltando a ser "cool".

http://www.omelete.com.br/Conteudo.aspx?id=100004139&secao=cine

Franchico disse...

Frank Miller escorregou numa poça congelada e quebrou a bunda. Aproveitando o tempo de molho, deu um gás no roteiro do filme do The Spirit (de Will Eisner), que ele mesmo deverá dirigir.

http://www.omelete.com.br/Conteudo.aspx?id=100004138&secao=cine

cebola disse...

Chico King, Como pra mim, que coleciono essa série, Torre Negra, nunca deixei o homem de lado, a notícia muito me apetece.
Post novo lá no www.oculosdecebola.blogspot.com, finalmente. mas é só um drops...mas que drops!! Visitem.

sora disse...

quem tem um vestido cor de rosa pra me emprestar

sora disse...

quem tem um vestido cor de rosa pra me emprestar

Franchico disse...

Uh... Cláudio? Cebola? Não? Uh... Miwky? Alguém? Alguém? Ferris?

osvaldo disse...

michael e pena rule!

osvaldo disse...

ta no ar o pod com wander.

Franchico disse...

Cantem comigo, irmãos: ALELUIA! ALELUIA! ALELUIA-A-A!....

osvaldo disse...

chico nao consigo postar nos comments do clash e de cebola sobre o pod d wander, vc consegue?

Cláudio Moreira disse...

OLha aí pessoal, mais um programa de rock na internet...ontem ouvi a 88fm e caiu a ficha: temos uma rádio pop rock! que seja!


"Carlos Lopes (da banda Mustang, editor do site O Martelo e colunista da revista Valhalla) comanda programa de metal e rock pesado na Venenosa FM com transmissão pela internet ( www.venenosafm.com.br ) e através de diversas FMs afiliadas pelo país.


PURO METAL estréia às 10 da noite no domingo dia 11 de março.



Conforme o próprio nome diz o programa PURO METAL comandado pelo músico e jornalista Carlos Lopes (vulgo "Vândalo") é um programa de heavy metal. Mas a pergunta que não quer calar é: o que é heavy metal? O programa se propõe a contar a história do estilo e suas sub-divisões desde os anos 60 até hoje não em palavras mas no que o estilo tem de melhor: sua música. Em um mesmo programa convivem todos os estilos do metal como death metal, hard rock, prog metal, hardcore metal, black, doom, crust etc. Atemporal e pesado esse é o programa para quem ainda acredita que domingo é um saco.



Contato com o apresentador: omartelo@omartelo.com

Envio de material: Caixa Postal 33132, Cep 22440-970

Rio de Janeiro/RJ



OBS: Na primeira edição vai rolar "Amnésia" da Sangria"

Franchico disse...

Rapaz, tentei postar no blog do Cebola tb e não consegui. É alguma coisa dessa banana do blogger que vc tem que fazer uma conta nova e tal. É uma confusão da porra. Mas vou tentar de novo para colocar o aviso lá. Vc tem o email de Wander para avisar a ele? Enviei um ontem pros emails que tem no site, mas sei lá se chega até o homem...

sora disse...

Entrei no www.wanderwildner.com.br tb, só não consegui baixar uns vídeo.

marcos rodrigues disse...

Uma das principais representantes da disco-techno na Áustria, a banda Wipeout faz apresentação nesta sexta, na Zauber, a partir das 23h, com abertura da Theatro de Séraphin.

A Theatro de Séraphin apresenta algumas novas composições com adição de sintetizadores e se apresenta a partir deste show com Nuno(ex-Saci Tric) no contrabaixo, substituindo temporariamente este que vos escreve.

Zauber, sexta, 23h, R$10.

http://www.myspace.com/wipeoutofficial
http://www.myspace.com/theatrodeseraphin

marcos rodrigues disse...

Só uma observação. O show é na próxima sexta, dia 09.

cebola disse...

tá uma loucura, essa porra desta mudança nos blogs, que merda...

tiete vip disse...

legal