quinta-feira, fevereiro 15, 2007

TEM CASCADURA NA PIPOCA

O maior nome atual do rock baiano estréia no circuito Barra-Ondina hoje. Saiba o que Fábio Casca e cia estão preparando para a folia rockeira

E o rock baiano, quem diria, se prepara para invadir a avenida em pleno Carnaval. Iniciando uma série de três apresentações na folia momesca de 2007, a banda Cascadura se apresenta hoje em cima de um trio elétrico no circuito Barra/Ondina, a partir das 17h.

De patinho feio da cultura baiana ao estouro nacional com Pitty (que aliás, se apresentará no Museu du Ritmo de Carlinhos Brown também nesse Carnaval), o rock local vem, aos poucos, furando bloqueios e se estabelecendo como uma alternativa à lenga-lenga habitual da axé music.

Furar bloqueios, aliás, parece ser a palavra de ordem para essa turma que assume uma postura contrária ao sectarismo que parece caracterizar o tradicional Palco do Rock, que acontece todos os anos no Coqueiral de Piatã. Chega de se esconder. O rock baiano quer mais é aparecer para o grande público e mostrar que não deve nada à ninguém no que diz respeito à qualidade do seu som e das suas apresentações. E o Cascadura, indiscutivelmente o maior representante do rock local atualmente, está na ponta de lança desse movimento.

Além de se apresentar hoje em cima do trio, a banda de Fábio Cascadura e companhia ainda toca amanhã e terça-feira no Palco Transamérica, instalado em Ondina, na altura da Prefeitura da Aeronáutica. Nesse mesmo palco, ao longo de todo o Carnaval, ainda se apresentarão nomes como Canto dos Malditos na Terra do Nunca, Meteora, O Círculo, Supergalo (de Brasília, nova banda de Fred, dos Raimundos) e os regueiros da Diamba e Mosiah.

"Nossa, nunca imaginei que ia tocar tanto no Carnaval algum dia, ainda mais em cima de um trio!", espanta-se Cândido Soto Júnior, o guitar hero do Cascadura. "Esse convite veio de Fábio Duarte, do Meteora. Eles tinham esse projeto pro trio sair todos os dias e aí nos chamaram para tocar na quinta", conta Fábio Cascadura, o vocalista.

Ainda meio atordoado com o desafio de levantar a massa na avenida, Fábio diz que a reação do público é "uma grande incógnita, não tenho a menor idéia de como o povão vai reagir, mas nossa expectativa é grande, esperamos fazer um grande show". Quanto à isso não restam dúvidas, quem tem assistido à últimas apresentações de Fábio (guitarra e vocal), Thiago Trad (bateria), Cândido (guitarra solo) e Tiago Aziz (baixo), sabe o que esperar: canções poderosas (e por vezes, até românticas) no melhor estilo do rock autêntico (ou seja, sem mistura de ritmos), refrões para cantar junto e uma performance de palco arrasadora.

"Vamos levar nosso som para as pessoas conhecerem e também vamos tocar algumas coisas que achamos que o povo vai curtir, como Beatles, Rolling Stones, The Clash, The Who e Raconteurs, entre outros. Coisas que se encaixam no nosso estilo e que costumam levantar a galera", garante o vocalista. Sobre a sensação de tocar em cima do trio, a empolgação é total: "Todo músico tem vontade de passar por essa experiência de tocar em cima de um mecanismo tão revolucionário quanto o trio elétrico", afirma.

Essa invasão do rock na avenida durante a folia de Momo, como já tem acontecido com a música eletrônica, só contribui para, finalmente, instalar a tão propalada diversidade no Carnaval. Será que esse ano estamos vendo o início de algo maior? No futuro próximo, o rock baiano fará parte da paisagem carnavalesca em Salvador?

"Sinceramente, não sei. Não dá para sabermos o que vai acontecer daqui a um ano. Mas espero sim, que não só o Cascadura, quanto outras bandas do nosso rock possam tocar todos os anos no Carnaval. Espero que haja abertura para todos os estilos e que todo mundo possa se apresentar numa estrutura legal, como vamos fazer esse ano. E o Cascadura não é nenhum bicho de sete cabeças, portanto, espero muito que as pessoas curtam bastante. Nós, com certeza, vamos", conclui.

SERVIÇO:
Trio Elétrico com CASCADURA e convidados- Quinta, Barra-Ondina, hoje (15/02) com saída marcada para às 17h.

CASCADURA & O CÍRCULO - Dia 16/02 - Sexta Feira de Carnaval, Palco Transamérica em Ondina (Altura da Pref. da Aeronáutica). A partir das 20h.

CASCADURA & MOSIAH - Dia 20/02 - Terça Feira de Carnaval, Palco Transamérica em Ondina (Altura da Pref. da Aeronáutica)A partir das 18h

Matéria publicada no jornal A Tarde de 15.02.07. Texto sem a edição do jornal.

20 comentários:

Franchico disse...

Na Bizz desse mês, tem notinha sobre o Cascadura tb. Nela, Tiago Aziz virou Tiago "Azia".

jorge disse...

qualé a diferença de meteora de cascadura e de palco do rock? nenhuma. chega de se esconder, sectarismo coisa do passado, pitty com carlinhos brown, rock com trio elétrico, superfly, marcio melo, roney tocando axé, bruno masi, os regueiros do diamba e mosiah. fabio molejo virou o cara de respeito fabio duarte. voces que são roqueiro adora uma boquinha e só reclama quando nas faz parte da boquinha. fabio molejo fez a cabeça de franchico

Franchico disse...

É verdade, ele é meu amigão, inclusive tá até vendo um emprego pra mim na caco, né não, é? Nesse carnaval só vai dar nóis nas boca livre: eu, Fábio e Preta Gil. Ê beleza!!! Mordam-se de inveja, manéssssss!!!!!

palco do rock disse...

e é vc q é muito mané. qdo as banda da sua panelinha faz o esquema do axé vc fica é caladinhoe e seu discurso de roqueiro santo acaba.

Franchico disse...

Vc não sabe ler, não, é? Eu estou CONFIRMANDO pra vc. Ele me pagou jabá, porra! Somos amigos, agora. Rock? Que porra é essa? Nunca ouvi falar! E outra: nunca fui santo. Se vc é, meus pêsames.

miwky disse...

hahahaha!!

olha só, acho muito legal que tenha rock no carnaval, no meio do circuito, em batizado de boneca... que seja!

por isso, grande sorte à cascadura, pq é realmente um grande nome da cena local, dá de verdade os vôos mais altos.

por outro lado, é uma pena o que está acontecendo à formidável família musical que tb seria outra vertente a exportar o rock baiano, mas...

resta aguardar as cenas dos próximos capítulos.

palco do rock 2 disse...

e vai rolar selindo de pity com carlinhos brown? e uma canja de fabio molejo com cascadura?

carrascoalgoz disse...

"Ivetona Mizeravona" vai botar Fabio Cascadura pra cantar "chupa toda"; e Franchico vai botar pra tocar no podcast.

Nei Bahia disse...

Meu querido, só recebe jabá quem pode!

Alan Freed, John Peel, Chicão...os outros se mordam e vão brincar de "bifealinamesa" em Piatã.

Franchico disse...

Graaaaande Nei! Foi lá ontem, maluco? Como foi, conta aí pra nóis pra nego se morder de inveja inda mais... Abração, meu irmão!

arapuka disse...

postura muinto ridicula essa de franchico. cara, vc deve é pedir desculpa a fabio molejo pelas agressões e desrespeito q teve com ele. a gente estava lendo o q vc escreveu sobre ele no rockloco. e agora q as bandas da SUA PANELINHA tão no esquema da caco de telha e de carlinhos brown, vc fica é quietinho. cadê sua coerencia seu otário? vc NÃO TEM CREDIBILIDADE NENHUMA

Franchico disse...

Pode espernear o qto quiser: EU NÃO DISCUTO COM ANÔNIMO. Se lasque de gritar aí, que não terá resposta. E se continuar enchendo meu saco, instalo o moderador de comments.

Franchico disse...

Aliás, já ativei a moderação de comentários, que eu não tenho saco nem tempo pra ser babá de blog. E o negócio é o seguinte: vc e sua turminha de fracassados não merecem explicação nenhuma, mas vou dizer aqui o que acontece para que os eventuais leitores disso aqui saibam qual que é.

Sempre achei e continuo achando a Meteora uma banda ruim, que nada me diz. Disse isso aqui, disse no el Cabong e digo onde mais for necessário. O cara foi dançarino de Ivete? Problema dele. O que me interessa aqui é a música, e nesse quesito eles continuam bem fraquinhos. Sou jornalista por formação e paixão, e como tal, minha missão é relatar os fatos tal como me são apresentados. Perguntei pra Sandra do Palco do Rock sobre a Meteora e ela foi toda elogios. Não me cabe, escrevendo para um jornal noticioso, julgar o que ela acha. Perguntei pra Fábio Cascadura como surgiu a oportunidade de tocar no trio, e ele disse que foi a convite do Fábio da Meteora.

Isso, na visãozinha tacanha desses fracassados, já me tornou um "vendido", que "ganha jabá" (quisera eu!).

É aquela história: cada um vê o que lhe convém. Problema de cada um. E fim de papo.

Nei Bahia disse...

Chicão, esse pesssoal quer é receber bolsa família!!

Cláudio Moreira disse...

olha, a banda foi muito bem recebida pelo público em geral...o pessoal dos camarotes aplaudiram...rolou respeito mesmo...a massa ficava olhado...balanaçando a cabeça e coisa e tal...mas não foi atrás do trio elétrico...a banda tocou como nunca o fez por aqui...nariga tava faiscando...quem tem canção emociona e ganha o respeito...é o caso do casca...direito a se expressar artisticamente, todos têm...talvez se fossem os retrofoguetes a massa teria caído na folia...

Franchico disse...

E os aloprados de sempre podem continuar latindo no blog dos outros a vontade, que eu vou continuar passando. Vcs são tão patéticos que quase me dão pena. Quase. O que é engraçado é que vs sequer tem coragem de assumir quem são e ainda dizem que EU é que não tenho credibilidade. Vão pentear macacos, porra! O que seria a atitude correta de homem que se garante? Chegar e dizer, sem problemas: "Franchico, acho que vc pisou na bola por isso e isso e tal". Pronto. Debateríamos como pessoas civilizadas. Mas isso é pedir demais pra essa gentalha. Vcs são lamentáveis.

clube de rock disse...

mas voce sabe bem sabe que voce pisou na bola

Franchico disse...

Sei nada disso, não, maluco. Vcs que ficam chiando aí. Minhas opiniões sobre essa e aquela banda continuam as mesmas. Espero que o Cascadura se dê muito bem, dentro ou fora de qualquer esquema, por que ELES MERECEM. E espero que a aquela outra não chegue a lugar algum, por que, muito longe de qualquer razão pessoal, simplesmente não tem consistência. E enquanto vcs ficam aí se doendo pelo cara, ele tá é pegando as supermodelos da playboy nos camarotes, cagando e andando pro que eu, vcs ou quem quer que seja, pensamos da bandinha deles. Eles tão com a vida mais do que ganha e nós continuamos fudidos. ACORDEM, porra!

palco rock piatã disse...

vc tinha de pedir desculpas a fabio molejo ou esculhambar com cascadura. das duas uma. e tambem estava numa revista q pity falou q o carnaval na bahia só tem axé e q ela tava fora. e agora tá dentro do bloco de brown? é tudo vira casaca do pior

brunocarvalho disse...

pedir desculpa a fabio molejo? crticar o cascadura? isso é quase uma ditadura, ninguem mais pode ter uma opinião sobre determinada banda/artista não é?