sexta-feira, abril 15, 2016

POLICIAL PARA UMA NOSTÁLGICA SESSÃO DA TARDE

Estreia: Baseado no clássico infanto-juvenil, O Escaravelho do Diabo é bonitinho, mas não convence

Hugo Foguinho (Cirillo Luna) e Alberto (Thiago Rosseti) , irmãos na trama
Leitura obrigatória para quem cresceu entre os anos 1970 e 80, o policial infanto-juvenil O Escaravelho do Diabo, de Lúcia Machado de Almeida (1910-2005), tirou o sono de muito moleque com sua trama de um psicopata que só mata pessoas ruivas.

Sua adaptação cinematográfica, porém, dificilmente deixará alguém acordado dentro dos cinemas.

Apesar de bem-intencionado, o filme dirigido por Carlo Milani tem alguns pecados.

O primeiro é o elenco, cujos atores parecem operar no piloto automático, recitando suas falas sem determinação.

Mesmo artistas consagrados, como Marcos Caruso e Jonas Bloch, rendem mal, comprometendo a imersão do espectador que tenta acreditar no que vê na tela.

A produção em si parece ser barata – apesar de ter a Globo Filmes entre seus realizadores.

A cantora Verônica (Bianca Müller), ruiva, grava um clipe na cidade. Má ideia
O clímax, com direito a uma igreja em chamas, chega a ser constrangedor, lembra cena de novela da própria Globo, só que dos anos 1980.

Detetive batutinha

Mas o maior de todos os pecados contra a verossimilhança tenha sido a alteração do personagem principal, Alberto.

No livro, ele é um jovem estudante de medicina – portanto, alguém na faixa dos 20 anos, ou perto disso.

No filme, Alberto é um menino de 13 anos metido a detetive – interpretado por Thiago Rosseti, de interpretação artificial.

A edição original da Col. Vaga-Lume
Após ter seu irmão  mais velho Hugo "Foguinho" (Cirillo Luna) assassinado, Alberto resolve “investigar”.

A princípio, o detetive batutinha não recebe nenhum crédito do Inspetor Pimentel (Caruso) pela descoberta de que as vítimas do psicopata que aterroriza a idílica cidade de Vale das Flores são todas ruivas e recebem um escaravelho.

Claro que, até a tela preta com os créditos finais, Alberto será recompensado com afagos na cabeça e um beijo inocente da namoradinha, Rachel.

Enfim, O Escaravelho do Diabo é uma doce sessão da tarde que poderá ter algum apelo junto a adultos nostálgicos que leram o livro pela Coleção Vaga-Lume, mas dificilmente convencerá millennials viciados nos bilionários filmes de super-heróis.

O Escaravelho do Diabo / Dir.: Carlo Milani / Com Marcos Caruso, Thiago Rosseti, Jonas Bloch, Cirillo Luna / UCI Orient Shopping da Bahia, UCI Orient Shopping Paralela, UCI Orient Shopping Barra, Cinemark, Cinépolis Shopping Salvador Norte, Cinépolis Bela Vista / 12 anos

7 comentários:

Franchico disse...

Um membro do partido de esquerda PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados), aqui do Brasil, escreveu um artigo criticando o filme Capitão América: Guerra Civil, que estreia daqui a uns dias.

Enquanto aqui no Brasil o artigo foi visto como uma piada, os diretores vieram a público dizer que adoraram o texto e consideraram a análise “bastante precisa”.

https://br.cinema.yahoo.com/post/142812013631/diretores-de-capit%C3%A3o-am%C3%A9rica-guerra-civil

Será que aquele moleque, o jaspion da direita, ia ter capacidade para fazer uma análise dessas?

Claro que não, ele ia dizer que o Tony Stark é que tá certo, já que ele vive de papagaiar aquela balela entreguista de "estado mínimo".

A esquerda pode não ser o ideal, e obviamente tem muitos problemas, especialmente quando assume o poder (como sabemos, o poder corrompe).

Mas que, em termos de inteligência e lógica (sempre voltados a uma ótica mais humanista), sempre esteve milênios luz a frente da direita, para mim é algo meio óbvio.

Franchico disse...

Aí ó, enquanto os otários aqui embaixo (coxinhas e mortadelas, sem distinção) se digladiam por esse impeachment criminoso, os criminosos de verdade (aqueles do Congresso) aprovam as leis mais escrotas sem ninguém perceber, inclusive a grande imprensa, ocupada demais apoiando o golpe:

https://www.yahoo.com/news/leis-absurdas-que-o-congresso-165241253/photo-p-foi-sancionada-pela-presidente-photo-165241879.html

Tem de tudo, inclusive uma que não nos permitirá mais xingar os ladrões do congresso de ladrões, lei que prende professor que ousar dizer a verdade aos seus alunos etc.

Idade média, aí vamos nós!

Parabéns, coxinhas! O mérito é todo de vocês.

Franchico disse...

Dilma, a Maria Madalena do século 21. A pecadora apedrejada até a morte por pecadores muito piores do que ela.

Sensação horrível há dias. Me sinto assistindo um desastre tétrico de trânsito, daqueles bem trágicos e com vários mortos despedaçados, se desenrolando bem na minha frente em câmera lenta - há vários dias.

O mundo todo tá vendo a infâmia que está acontecendo no Brasil.

Menos os brasileiros.

http://www.nytimes.com/2016/04/15/world/americas/dilma-rousseff-targeted-in-brazil-by-lawmakers-facing-graft-cases-of-their-own.html?smid=fb-nytimes&smtyp=cur&_r=1

Vem muito mais ódio por aí. Muito mais. A gente não viu nada ainda.

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/safatle-o-caminho-e-a-insubmissao-a-temer-ate-que-ele-caia/

Vale notar que esse texto aí do link acima não é do DCM. É da Folha - aquela que gosta de fingir imparcialidade.

Mas é isso, o povo tá pagando pra ver. Vamos ver. Ah, se vamos.

Franchico disse...

Só corrigindo: como qualquer coxinha que estudou em colégio de freira (ou padre) sabe, Maria Madalena não morreu apedrejada. Foi salva por Jesus. Já Dilma....

Franchico disse...

Um dos meus guitarristas preferidos em todos os tempos, "Space" Ace Frehley, eterno Kiss, lançou disco novo:

http://newalbumreleases.net/85103/ace-frehley-origins-vol-1-2016/

Bem, não tão novo assim. É uma coleção de releituras com participações de outros artistas. Saquem o set list:

01 – White Room
02 – Street Fighting Man
03 – Spanish Castle Magic (feat. John 5)
04 – Fire and Water (feat. Paul Stanley)
05 – Emerald (feat. Slash)
06 – Bring It On Home
07 – Wild Thing (feat. Lita Ford)
08 – Parasite (feat. John 5)
09 – Magic Carpet Ride
10 – Cold Gin (feat. Mike McCready)
11 – Till The End Of The Day
12 – Rock and Roll Hell

Cool.

Franchico disse...

LSD pode ser o antidepressivo do futuro, revela pesquisa

http://www.brasilpost.com.br/2016/04/12/lsd-antidepressivo-pesquisa_n_9668706.html

Doutor, quero duas caixas!

Nós realmente vamos precisar de muito antidepressivo para encarar o que virá depois dessa insanidade infame a que estamos sendo submetidos nesse país.

Franchico disse...

Os porcos fascistas não perdem a vergonha na cara, mesmo.

Alguns romanos fascistas de merda filmaram a sim mesmos atacando um stand na convenção Romics, que promovia a HQ Qvando C'Era Lvi, que, pelo que entendi, parodia Mussolini de forma irônica.

http://www.bleedingcool.com/2016/04/16/vandals-film-themselves-destroying-anti-mussolini-comics/

Que tempos sombrios, meu deus. Quanta gente estúpida!

Mas é típico do estilo autoritário ditatorial dos fascistas. Se não temos argumentos (por que não reúnem a inteligência necessária para tanto), simplesmente vamos lá e quebramos tudo.

Porcos.