quinta-feira, fevereiro 21, 2013

MICRO-RESENHAS COM AÇÚCAR E COM AFETO (MAS SEM VIADAGEM!)


Quatro lugares diferentes

Referência mundial do rock hispânico, a banda mexicana Café Tacvba gravou este novo álbum em quatro cidades diferentes: Santiago, Los Angeles, Buenos Aires e Cidade do México, sempre com fãs convidados, assistindo tudo, dentro do  estúdio. O resultado é um álbum com pegada eminentemente eletrônica, mas de caráter bem intimista. Com belas composições, o destaque é, como sempre a voz muito particular (e bela) do cantor Ruben Anónimo Albarrán, que dá um show em faixas como Pájaros, Aprovéchate e Yo Busco. Ótima banda, em grande forma. Café Tacvba / El Objeto Aantes Llamado Disco / Universal / R$ 29,90





The Blues Bob

Bluesman de sucesso popular nos anos 1980, Robert Cray mantém uma carreira estável, lançando bons CDs aqui e ali. Neste mais recente, ele segue em alto nível, com blues viscerais e sofisticados, como I’ll Always Remember You e Side Dish. Grande Bob. Robert Cray / Nothin But Love / Som Livre / R$ 27,90









Stoner do agreste

Se os ianques se inspiraram no deserto do Mojave para o stoner rock de Queens of The Stone Age e similares, os cearenses da Full Time Rockers tem  o sertão nordestino. Resultado: dez pancadas sujas e malvadas do legítimo stoner rock do agreste. Full Time Rockers / 24.7 / Panela  - Brechó / R$ 10

 








"A melhor série Vertigo não publicada pela Vertigo"

O inglês Jamie Delano, um dos escritores fundadores do selo Vertigo, tem lançada no Brasil sua HQ mais elogiada. Nação Fora da Lei é a saga de uma família de foras-da-lei que atravessa um século inteiro de história dos Estados Unidos. Sangrenta, frenética, pé na estrada, não poupa ninguém. Nação Fora da Lei: Sangue Entre Irmãos / Jamie Delano, Goran Sudzuka e Goran Parlov / Gal / 256 p. / R$ 49,90 / galeditora.com.br








Fake movie

Com a premiada adaptação ainda em cartaz nos cinemas, chega às livrarias o livro Argo, no qual o agente da CIA Tony Mendez conta como, a partir de um plano absolutamente esdrúxulo, conseguiu libertar diplomatas americanos sitiados na embaixada americana de Teerã pós-revolução islâmica. Eletrizante. Argo / Antonio Mendez e Matt Baglio / Intrínseca / 256 p. / R$ 29,90 / intrinseca.com.br

 





Oz Mágico e Poderoso original

Assim como Monteiro Lobato, o escritor norte-americano L. Frank Baum (1856-1919) escrevia para crianças, mas sem jamais subestimar a inteligência infantil. Não a toa, sua obra-prima, O Mágico de Oz, é até hoje considerado um clássico. Nesta linda edição em capa dura, as ilustrações originais de W. W. Denslow. O Mágico de Oz / L. Frank Baum / Zahar / 224 p. / R$ 19,90 / E-book: R$ 13,90 / zahar.com.br

 





Causos do samba

Quando Ubá, cidade-natal de Ary Barroso, o homenageou com a inauguração de um busto e três dias de festa, o celebre compositor de Aquarela do Brasil acordou cedo no dia seguinte: queria ser o primeiro a inaugurar a estátua com uma mijada antes que algum gaiato o fizesse. Este e muitos outros causos saborosos do samba, compilados por Marcos Alvito, estão neste divertido livro. Histórias do Samba / Marcos Alvito / Matrix/ 136 p./ R$ 29,90/ matrixeditora.com.br

 





Monstro sagrado

Patrimônio musical do Brasil, Dominguinhos segue internado em São Paulo, em quadro estável. Mande boas vibrações a este gênio do forró ouvindo este LP de 1987, recuperado agora em CD. Gostoso que só, são doze faixas plenas da musicalidade e do romantismo nordestino. Dominguinhos / Seu Domingos / Discobertas - Warner / R$ 24,90

 






Macy Wonder

O clássico LP Talking Book (1972), de Stevie Wonder, ganhou releitura de cabo a rabo da fantástica Macy Gray. Sem (re)inventar a roda, ela empresta sua rouquidão sexy aos hits  You Are the Sunshine of My Life, Superstition etc. Simples, eficiente, belo. Macy Gray / Talking Book / Lab 344 / R$ 34,90









Prog-rock contemporâneo do bão

Formada por ex-membros do Mogway (post rock) e Iron Monkey (alt.metal), a banda Crippled Black Phoenix se saiu com um épico álbum duplo conceitual de prog rock como há muito tempo não se ouvia. Denso, dramático, pra lá de Pink Floyd. Ótimo. Crippled Black Phoenix / (Mankind) The Crafty Ape / Som Livre / R$ 34,90

 









Versos que falam

Professor do Instituto de Letras da Ufba, o brasiliense Sandro Ornellas (assina como So), soltou um punhado de belos versos sobre Salvador em um contexto bem atual, entre outros temas. Tipo: “cidade de cala-boca/(...)/ é a tradição de sobrenomes e heranças que manda”. Formas de Cair e outros poemas / Sandro SO / Letra Capital / 90 p. / R$ 20 / letracapital.com.br







O velho oeste do Brasil

Entre os séculos 17 e 20, a cidade goiana de Catalão, centro distribuidor de ouro e pedras preciosas da região, foi cenário de tiroteios, assassinatos, linchamentos e outras delicadezas. Aqui, Santana, catalano nativo, dá uma geral na sangrenta história da cidade. Herança de Sangue: Um Faroeste Brasileiro / Ivan Sant'Anna / Companhia das Letras / 200 p. / R$ 34,50 / companhiadasletras.com.br

 





Tiras de Oslo

Estrela maior do emergente cenário nórdico de literatura policial, o norueguês Jo Nesbo traz de volta seu anti-herói, o detetive alcoólatra Harry Hole, para atuar em mais um cabeludo caso no impiedoso inverno de Oslo. Quem ainda não conhece deveria assistir ao filme Headhunters, baseado no seu livro homônimo, para ver do que ele é capaz. O Redentor / Jo Nesbo / Record / 420 p. / R$ 39,90 / record.com.br

 







The beat letters

Depois da avalanche de lançamentos em torno de Na Estrada, o filme, surge agora este precioso volume contendo a extensa correspondência trocada entre os dois maiores nomes da geração Beat. Cobre o período crucial do movimento, de 1944 até 1963. Inclui fac-símiles das cartas originais. Jack Kerouac e Allen Ginsberg: As Cartas /  B. Morgan e D. Stanford /  L&PM / 528 p. /  R$ 59 / lpm.com.br

13 comentários:

Franchico disse...

Nunca convide as heroínas desenhadas por Chris Bachalo para a mesma missão.

http://www.bleedingcool.com/2013/02/20/bachalo/

Pode acabar em barraco!

Franchico disse...

Tem gente que merecia ser estuprado por uns 15 "afro-americanos" bem altos e fortes de uma vez só - e sem direito a KY!

http://oglobo.globo.com/mundo/pai-pede-que-filho-nao-seja-cuidado-por-enfermeiras-negras-nos-eua-7631269

Gentalha racista nojenta.

rodrigo sputter disse...

Kevin Ayers morreu...e o pior, dia 18, e não vi noticiado em lugar nenhum, só se falam em subcelebridade e gente sem talento...

EssE clipe é do útlimo disco dele de 2007, discaço por sinal:

http://www.youtube.com/watch?v=xkQvqjD09hI

Sobre o racista aí, coitado dos negões man, nem merecem enfiar o pau deles nesse bostaí!

Franchico disse...

Sputter, ontem mesmo vi aqui, n'O Globo:

http://oglobo.globo.com/cultura/icone-do-rock-psicodelico-kevin-ayers-morre-aos-68-anos-7629428?zunnit-rec=7629428&z-case=161&origin_id=N:7622893

Me passei de postar aqui....

Franchico disse...

Quadrinhos nostradâmicos:

http://www.bleedingcool.com/2013/02/21/an-unfortunate-end-to-secret-service/

Estranho, hein?

Franchico disse...

Lembrando, para quem quiser / puder ir, show gratuito de André Mendes no teatro da Cultura:

HOJE (sexta, 22) - SHOW ENFIM TERRA AO VIVO - andre L. R. mendes - TEATRO EVA HERZ - 19h, grátis.

Franchico disse...

Você tem aquela edição original de de Asilo Arkham, de 1990, publicada pela Abril?

Ótimo, guarde-a com ainda mais carinho.

http://www.universohq.com/quadrinhos/2013/review_AsiloArkham.cfm

A "edição definitiva" da Panini fudeu tudo ao trocar o letreiramento original, feito a mão, por uma porcaria digital feita em computador. Descaracterizou totalmente a HQ, um clássico daquela era de ouro das graphic novels.

Franchico disse...

Por que me ufano do meu país - parte 15.867:

http://oglobo.globo.com/pais/dirceu-lei-da-ficha-limpa-completamente-absurda-7643646

Quando eu digo que político brasileiro só merece pedrada na testa... Que precisa ter medo de andar na rua pra não ser apedrejado....

Franchico disse...

Uma boa razão para assistir o próximo filme das Tartarugas Ninjas:

http://www.bleedingcool.com/2013/02/22/ninja-turtles-will-reunite-megan-fox-and-michael-bay-unknowns-testing-turtle-roles/

andremendesmusica disse...

chico! se puder,apareça hj lá,19h livraria cultura,salvador shopping!
http://instagram.com/p/VxGYwYqPDA/

Franchico disse...

Valeu, André!

Franchico disse...

Festival de Jazz do Capão e Zona Mundi contemplados pela Petrobras:

http://ppc.petrobras.com.br/wp-content/themes/w3haus/public/pdf/resultados/Contemplados_Petrobras_Cultural_2012_-_Festivais.pdf

Parabéns aos prdutores!

Márcio A Martinez disse...

Porra! Que coincidência!

Comprei a Asilo Arkham (em pré-ordem, ainda bem, foi uns 20 conto mais barato...) e tive a sensação de algo errado sem saber o que...

Não conseguia entender direito o letreiramento em vermelho das falas do Coringa e achei que era por conta de já ter passado dos 40, mas aí você esclarece e não sei se relaxo ou se odeio ainda mais essa edição, que por sinal foi Cebola que comprou a original em 1990...

SHIT!