segunda-feira, maio 18, 2009

CRIATIVIDADE NO RABO DO FOGUETE

Orgulho rocker local, os Retrofoguetes atacam no novo CD com tango, mambo, country e, claro, Rock ‘n‘ roll

Eles dispensam apresentações. Senhoras e senhores, eles são os Retrofoguetes e Cha Cha Chá (2009, Indústrias Karzov) é o seu novo e formidável álbum de músicas inéditas.

Aqui, o trio de músicos baianos pegou o rock, a surf music e o rockabilly e os levaram, a bordo da sua possante nave intergaláctica, aonde nenhuma banda de rock jamais ousou ir.

E quem diz isso não é nenhum jornalista, não. São eles próprios: “Chegamos num lugar desconhecido com Cha Cha Chá“, avisa o baixista CH Straatman, cuja galopante levada de baixo é responsável por abrir o álbum, na faixa Vênus Cassino.

“Ficou bem diferente do primeiro, eu acho. Gravamos todas as músicas que planejamos, nenhuma foi excluída e todas ficaram boas por que acreditamos no potencial de todas elas. Não ficamos com medo de arriscar por que elas eram diferentes do que vínhamos fazendo“, ensina CH.

Lançado cinco anos após o álbum de estreia, Ativar Retrofoguetes! (2004, Monstro Discos), o segundo CD da banda traz o som característico de surf music do trio, mas, ao invés de ficar só nisso, as composições evocam paisagens e sonoridades de lugares distantes e exóticos, como Itália (na faixa Santa Sicília), Turquia (O Falso Turco), Argentina (Constelación), Caribe (Maldito Mambo!), Memphis (Um foguete Para Memphis) e o atol de Bikini (Bikini, 1958).

Evolução natural – Para o guitarrista Morotó Slim, o que houve foi “uma evolução e o fato da gente estar mais aberto aos estilos que apareceram. ‘Pô, apareceu um tango! Vamos fazer!‘ Nada foi inventado, foi tudo muito natural“, conta.

“Esse disco tem músicas que são a realização de um sonho. O mambo mesmo foi um sonho que se concretizou“, revela. E para realizar sonhos, nada melhor do que contar com uma mãozinha dos amigos.

E Cha Cha Chá está cheio deles, a começar pelos produtores andré t. e Nancy Viegas, ambos parceiros e amigos de longa data do trio. Já Maldito Mambo!, conta com os preciosos metais da Orkestra Rumpilezz, além de arranjos do maestro Letieres Leite.

“Espero um dia fazer um disco inteiro com uma orquestra“, deseja Morotó. “E vai ser melhor do que a Brian Setzer Orchestra, claro“, brinca. Ou não.

Já Saulo Gama abrilhanta as faixas Constelación e Santa Sicília com seu acordeom, enquanto Aroldo Macedo traz sua guitarra baiana para Mademoiselle Zazel (homenagem a mulher do título, a primeira pessoa a ser disparada como bala humana de um canhão).

Joe Tromondo, ex-Dead Billies e primeiro baixista dos Retrofoguetes (hoje na banda de Pitty) toca seu ukelele (guitarra havaiana) em Bikini, 1958. O percusssionista Humberto Monteiro levanta O Falso Turco com suas marimbas, concedendo à faixa um clima de flme de Tim Burton (como notou o jornalista Luiz Pimentel, autor do release do disco).

Cine cabeça – O sabor de trilha sonora de filme B dos anos 50 e 60, aliás, permeia todo o álbum. Cada faixa parece evocar imagens de alguma película obscura assistida em alguma sessão da tarde ainda na infância e enterrada há décadas lá no inconsciente do ouvinte.

“O cinema é um norte pra gente mesmo“, admite o baterista Rex. “Quando a gente fala que pensamos na música como se fosse uma trilha, é verdade mesmo. E se fosse essa a nossa profissão (trilheiro), não poderíamos fazer música dentro de um estilo só. A cada filme você tem que fazer música de um jeito“, percebe.

“Eu não diria que o disco inteiro é a trilha de um único filme“, acrescenta CH. “Tinha um determinado clima em uma música que o jornalista pegou e disse: ’essa faixa me remete a uma perseguição de carro’. E foi exatamente o que a gente pensou! Quando você lê um livro, aquilo atiça sua imaginação a visualizar aquilo que está escrito. É a mesma coisa com a gente: não temos letras, mas cada um um vai fazer o seu próprio filme na cabeça com essas músicas“, sugere.

Para fazer seu próprio filme, Cha Cha Chá está nas lojas Saraiva, midialouca e Urbanorama.

Cha Cha Chá
Retrofoguetes
Indústrias Karzov
R$ 20
www.retrofoguetes.com.br

15 comentários:

Franchico disse...

Master Messiah acaba de soltar mais um single do seu vindouro álbum triplo.

Para baixar God, If You Can Hear Me, o caminho é este aqui:

http://www.reverbnation.com/messias

A propósito, o álbum triplo saírá em CD, download, vinil (!) e cassete (!!!!!!!!!!!!). Pelo menos é o que ele diz.

E sabe como é, eu acredito no Messias que virá.

;-)

Franchico disse...

Nosso caro Rodrigo "Sputter" Chagas falou como a porra em uma entrevista para o site Verbo 21.

http://www.verbo21.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=425&Itemid=139

A propósito, sua nova banda The Futchers vale uma ouvida, sem dúvida.

teclas pretas disse...

esse retro novo tá PHodíssimo. quero o meu!!!
GLAUBER

Franchico disse...

AH! Essa foto descaralhante dos Retros é da rockloquista oficial de primeira hora, nossa gloriosa e inoxidável Sora Maia. Beijo, Sora!

Franchico disse...

Sobre os Futchers do Rodrigo Sputter, segue recado do próprio:

The Futchers no Trama Virtual!!
http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=62512

Agora lá você pode ouvir, baixar (dizem que isso dá até $$ pra gente), ver umas fotos do começo da banda em 2006 até o ano de 2009.

Todas as Formações, letrinhas pra você cantar junto enquanto ouve, tudo isso...Todas as 11 faixas do nosso cd-demo.

Vá lá, adicione ao seus favoritos, seja fã lá da banda no Trama e o mais importante, divirta-se...se você gostar.

E para quem não baixou pode baixar o nosso cd-demo, vai aqui no link abaixo, lá você vai ter a arte do cd (que não tem no Trama) e uma faixa bônus que não tem no trama:


http://www.4shared.com/file/93688776/ffad2687/The_Futchers_-_10_Songs_That_Will_Not_Change_The_World.html?err=no-sess

Mirdad disse...

Chicão e comuna rock loco:

Nancyta é a nova entrevistada do Podcast K7. Se puderem, confiram!

Link direto: http://elmirdad.blogspot.com/2009/05/podcast-k7-04-nancyta.html

Abs!

Franchico disse...

Dang!....

NBC cancela My Name is Earl

http://www.omelete.com.br/teve/100019822/NBC_cancela_My_Name_is_Earl.aspx

Franchico disse...

Esta outra série, por outro lado, que está para começar, promete:

Sai a primeira foto de Human Target, série de TV baseada na HQ da DC Comics

http://www.omelete.com.br/teve/100019771/Sai_a_primeira_foto_de_Human_Target__serie_de_TV_baseada_na_HQ_da_DC_Comics.aspx

Nei Bahia disse...

Chicão, vc tem algum link de scans de Y?

Franchico disse...

Pô man, tenho não. Mas se vc souber de algum de Y, Os Invisíveis, 100 Balas, e principalmente Preacher, me avise, que se a gente for esperar essas editoras brasileiras publicarem essas porras todas, a gente morre de velhice sem ler.

Nei Bahia disse...

Chicão, descobri a mina, depois jogo em sua pata!!

osvaldo disse...

Cat Power confirma show em São Paulo em 18 de julho, nesta eu vou e ricomendo, a moça é bem dotada(epa!) tanto artisticamente como visualmente:
http://guia.folha.com.br/shows/ult10052u561566.shtml

osvaldo disse...

E o que todos nos estamos cansados de saber:

Black Francis: 'Record companies have been overcharging people for way too long

http://www.nme.com/news/pixies/44799

Franchico disse...

Opa, aquele maluquinho dos 1001 discos começou a postar os da década de 80, que era a última década ainda sem nada. Já tem uma cacetada.

http://nobrasil.org/1001-discos-para-ouvir-antes-de-morrer/

Atacaaaaaarrrrrrrrr!!!!!!!!!!!!!

teclas pretas disse...

vish, cat power no brasil! imperdível!
GLAUBER