sábado, setembro 13, 2008

NANCYTA, MEZZODELIRANTE POR INTEIRO

A cantora, um dos nomes mais importantes do cenário rock/alternativo baiano, faz show na Sala do Coro pelo projeto Segundas Musicais, da Funceb, por R$ 2

Um dos nomes mais significativos do cenário alternativo local está de volta com um novo espetáculo, após quatro anos de ausência: Nancy Viegas, a Nancyta, faz show segunda-feira na Sala do Coro do TCA, apresentando o repertório do seu segundo CD solo, Mezzodelirante, que será lançado na comunidade de sites MySpace no mês que vem.

Ativa desde os anos 80, quando liderava a banda Crac! – um marco da música experimental baiana – Nancyta sobe ao palco acompanhada dos músicos Júlio Moreno (guitarra, também ex-Crac!), Tiago Aziz (baixo, idem) e Guimo Migoya (bateria). Haverá ainda participações de andré t. (produtor de Mezzodelirante) e Rex Crotus (batera dos Retrofoguetes). “Tem mais uma participação, mas é surpresa. O público só vai descobrir na hora“, promete.

No repertório, três músicas da antiga banda (como Sonhos Lerdos e O Beijo Amargo), uma do CD anterior (Nancyta & Os Grazzers, 2003) e “o resto é tudo do disco novo“, disse.

“Estamos vivendo uma época de transição na indústria da música, ninguém sabe direito como serão as coisas, se o CD acaba mesmo, se será substituído, ou não“, reflete. “Mas queremos lançar o disco físico, sim. Houve até propostas de selos, mas como não se consolidaram, ainda não sabemos quando ele sai em formato físico mesmo. Mas vai sair“, garante.

De qualquer forma, Nancyta conseguiu o mais importante: ela está satisfeita com o resultado. “Acho que estamos aprendendo. Cada vez que ouço o disco, tiro novas conclusões. Mas estou muito feliz com o resultado“, confessa.

Mezzodelirante
Show da cantora Nancy Viegas
Segunda-feira, 15 de setembro, 20 horas
Sala do Coro do Teatro Castro Alves (3117-4883)
Praça 2 de Julho, s/n, Campo Grande
R$ 2 e R$ 1

6 comentários:

M. R. disse...

Fala, galera. Enfim algo me moveu a escrever algumas linhas. Ta' la' no velho endereço: http://clashcityrockers.blogspot.com/

Eu fui, mas eu volto ;)

Franchico disse...

RIP Rick Wright

http://news.google.com/news?sourceid=ie7&rls=com.microsoft%3Aen-US&oe=utf8&um=1&tab=wn&hl=pt-BR&q=Rick+Wright+Pink+Floyd&ie=UTF-8

Deprê. Um dos meus tecladistas preferidos do rock, de uma das melhores - não importa o que digam - bandas de todos os tempos.

Fucking monday.

osvaldo disse...

luto total por rick wright. nao importa o que acham hoje em dia, wright (e o floyd) foram fundamentais para a minha vida, a para a musica de uma maneira geral. as passagens de teclados de wright alternavam-se entre melodicas e avant-gard, sempre inspiradoras, ajudando nos anos 70, a um garoto como eu, numa cidade periferica de um país periferico , a sonhar acordado. definitivamente, como na musica dos charlatans, a day for letting go.

Franchico disse...

Não poderia ter dito melhor, Braminha. Conhecer o Pink Floyd a fundo é obrigatório para quem quer entender o rock em uma de suas vertentes mais nobres. Foi exatamente isso que Wright e Cia fez por nós: nos ajudou a sonhar acordados em uma cidade onde os ruídos mundanos são tão altos, que mal conseguimos dormir.

Doces sonhos, Mr. Wright - um homem de sensibilidade ímpar, voz suave (como esquecer seu dueto com David Gilmour em Time?) e extremo talento. Doces sonhos...

Franchico disse...

Mudando de assunto, que surpresa: a Vivendo do Ócio encantou Marcão. Eu não estava errado quando chamei os meninos pra coluna do Dez uns dois meses atrás!...

Eles têm minha torcida no Gás Sound!

Franchico disse...

Mais um que se foi:

Faleceu Gedeone Malagola, veterano dos quadrinhos nacionais

http://www.universohq.com/quadrinhos/2008/n16092008_06.cfm

Eu li Raio Negro quando era guri!