quarta-feira, janeiro 16, 2008

SUPERSTAR DOS VIDEOCLIPES

Vandex, ex-Úteros em Fúria, lança clipe-paródia dos Bee Gees em show com participação da Formidável Família Musical

Um herói espacial de roupa brilhante, em cenários igualmente reluzentes, canta com os cabelos ao vento entre uma bela contorcionista em um trapézio e um porco-espinho humano que solta faíscas pelas mãos.

Essa descrição surrealista é apenas o novo videoclipe do cantor Vandex (acima, em foto de Sora Maia) para sua música Venha Mamãe, dirigido por Isabel Machado.

Vandex, para quem não conhece, era o baixista e fundador da Úteros em Fúria, banda fundamental para o cenário rock local na primeira metade dos anos 90, e que influenciou praticamente todo mundo que veio depois, de Pitty a Cascadura.

Com o fim da banda em 1995, Evandro Botti se tornou Vandex e se juntou a Apú Tude (também ex-Úteros) na dupla Guizzzmo, com a qual lançou um ousado e pouco ouvido CD (Macaca!) em 2003. Logo em seguida, partiu em carreira-solo.

"Eu não tenho pressa não. Hoje em dia, com a derrocada do sistema das gravadoras, prefiro fazer um fonograma legal, criar um clipe e distribuir pela internet", avisa, demonstrando estar ligado na realidade do mercado fonográfico.

"Ninguém mais compra disco. Então, é muito mais negócio concentrar todo o seu esforço nas suas melhores músicas e trabalhá-las como você acha mais certo, fazer um clipe bacana, postar no You Tube, essas coisas", aposta.

O clipe de Venha Mamãe, faixa composta a oito mãos por Vandex, Emerson Borel (guitarrista da Úteros em Fúria, morto em 2004), Manuca e Márcio Lobão, é mais um capítulo da parceria do músico com a baiana Isabel Machado, estudante de cinema em Iowa City, nos Estados Unidos.

Em 2007, eles lançaram o clipe da música Erasmo de Rotterdam, uma divertida homenagem aos musicais de Busby Berkeley, um alucinado coreógrafo dos anos 30.

Para Venha Mamãe, Vandex e Isabel partiram de duas referências estéticas dos anos 70: os Bee Gees (tanto na música quanto nos vídeos) e a ficção científica de filmes e seriados como Barbarella, Buck Rogers e Galactica. Daí a descrição algo lisérgica da cena no primeiro parágrafo.

Um detalhe que vale a pena ser citado é a participação do músico, artista plástico e performer Jayme Figura como o monstro espacial que solta faíscas pelas mãos.

O clipe de Erasmo de Rotterdam está disponível no You Tube (é só buscar "Vandex") e no MySpace (www.myspace.com/vandex). Já o clipe de Venha Mamãe só estará disponível nesses mesmos sites a partir de sexta-feira, após o lançamento de amanhã.

"Eu adoro fazer clipe. Enquanto eu puder continuar investindo, vou continuar fazendo", declara.

No show de amanhã na Boomerangue, Vandex contará com uma banda de acompanhamento formada por Eric Hora (filho do bluesman Álvaro Assmar) na guitarra, Fernando Bueno na bateria e Son Melo no baixo.

Além de Vandex e banda, a noite ainda contará com apresentações da Formidável Família Musical e do agitador e DJ Big Brother.

A Formidável Família, anteriormente conhecida como Zecacurydamm, se notabilizou com o EP Sessões da Primavera (2006), com ensolaradas canções pop que chamaram a atenção até de grandes gravadoras.

Lançamento do clipe Venha Mamãe, de Vandex
Com Vandex, Formidável Família Musical e DJ Big Brother
Hoje, 22 horas
Boomerangue (3334-6640 / 3334-5577)
Rua da Paciência, Rio Vermelho
R$ 12

10 comentários:

Franchico disse...

Grade de atrações do projeto Música no Porto...

Musica no Porto - Sextas feiras 18:00hs

18/01- Dão e Luiz Brasil e convidados
25/01- Tamima Brasil e Afro Batá
08/02- Bruno Nunes e Ênio e a Maloca
15/02- Lia Chaves e Capitão Parafina e os Haoles
22/02- Márcia Castro e Eletropercussiva
29/02- Clara Guimel / BitGaboot

Apresentação : Mário Sartorelo

Nei Bahia disse...

Chicão, eles pagam quanto pra quem for ?

osvaldo disse...

Trecho do texto
Um outro lado do Carnaval da Bahia

por Paquito no Terra Magazine.

http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI2238234-EI6621,00.html

"Se a música, sempre muito alta, findasse na manhã, haveria uma possibilidade de dormir. No entanto, não se sabe por que, a zoada continua ininterrupta até a quarta de cinzas, para que a cidade não durma, feito um prisioneiro submetido à tortura que não pode jamais descansar. "

Anonimo disse...

Olá, amigo.

Primeira vez que visito o seu fórum, e gostei bastante do conteúdo.

Se tiver interesse em participar do Fórum It's Rock 'n' ROll - Para os amantes do verdadeiro Rock 'n ROll, fica aqui o meu convite.

Abraços.

Anonimo disse...

http://www.itsrocknroll.rg3.net

cebola disse...

essa é uma frase que eu gostaria de ter escrito e vai virar o subtítulo de meu blog ( se ele voltar a existir normalmente, é claro, veremos):
"Album buyers are connoisseurs of the exceptional, not librarians of the infinite."
Ela é de David Sheppard, e está em um artigo do próprio, na Mojo, neste link:

http://www.mojo4music.com/blog/2008/01/12_inches_of_pleasure.html

Quem ainda se interessa por música pop na sua essência, na sua construção, nas suas referências e intenções, na ESSÊNCIA enfim, deveria perder um tempinho para lê-lo, e talvez, parar de ficar achando que o mundo encontrou a pedra filosofal da músida ao inventar o mp3.

No fim, o que é que importa mesmo?

cebola disse...

Morte do álbum é o caralho, em português chulo mesmo!!

Nei Bahia disse...

Nessa questão do formato, a música hoje se tornou algo bem proximo da literatura em prosa; existem os contistas, os cronistas,os romancistas e os criadores de epopéias. Cada poderá fazer história de seu jeito, mais Cervantes e Homeros não vão aparecer em doses de 3 em 3 minutos.

Franchico disse...

A gente sempre ouve falar da ignorância olímpica dos americanos, mas mesmo assim, é assustador quando a vemos assim, tão escancarada.

http://www.youtube.com/watch?v=fJuNgBkloFE

osvaldo disse...

ta no ar o podcast O Clash Loco 2vão la cambada
http://clashcityrockers.podOmatic.com/entry/2008-01-17T19_12_30-08_00