quinta-feira, janeiro 24, 2013

BATRÁKIA: PARTY LIKE IT'S 1989

Há muito tempo atrás, em uma galáxia muito distante, as paradas de sucesso eram dominadas por  homens de jeans (muito) apertados e cortes de cabelo estilo mullet (interessados chequem este outro link. É inacreditável).

Não, não era o Chitãozinho & Xororó. Quase. Eram bandas como Bon Jovi, Poison, Cinderella e Def Leppard.

Depois a coisa até que melhorou, com a chegada de grupos com um som um pouco mais pesado, como Guns ‘n’ Roses e Skid Row.

Mas aí Kurt Cobain apareceu berrando de dor de barriga e botou todo mundo pra correr, mas essa é outra história.

O lance é que o hard rock de FM daqueles dias pré-grunge nunca morreu.

Nem que seja como caricatura, em filmes como Ainda Muito Loucos (1998) e o recente Rock of Ages (2012), com Tom Cruise.

Agora Salvador ganha uma banda que segue de forma sincera o estilo do Guns e Skid Row – sem ser uma paródia, como a banda  The Darkness, por exemplo.

É a Batrákia (na foto de David Vasconcelos), liderada pelos irmãos gêmeos Dell (guitarra) e Chico Brito (bateria).

Sem medo de farofa

Depois de fundar a banda em 2008 e as formações flutuantes de praxe, se estabilizaram em 2010 com Bruno Passy (voz), João Daltro (guitarra) e Lucas Vieira (baixo).

De lá para cá, fizeram vários shows pelo circuito do Rio Vermelho e demais recantos underground da cidade, além de incursões pelo interior.

“Tocamos em Irecê e já  fomos convidados para voltar em abril. Também recebemos convites para ir em Cicero Dantas, Paulo Afonso e Feira“, conta Dell.

“Ficamos espantados em ver como o cenário no interior é forte, até em termos de organização”, afirma.

Finalista do concurso de bandas iBahia Garage Band, a Batrákia não ganhou, mas teve votação expressiva do público, além de já estar confirmada para tocar, pelo segundo ano consecutivo, no Palco do Rock 2013, durante o Carnaval.

Com letras em português e um vocalista muito promissor, a Batrákia não tem medo de soar caricata pela associação com a colorida cena da qual tira inspiração.

“É, já ouvimos críticas. Dizem que é rock farofa e tal. Mas é o som que a gente curte. Sabemos que era comercial e tal, mas tentamos dar uma pegada atual, com nossa cara”.

Além do repertório autoral com letras em português, a banda faz covers de Guns n’ Roses, Skid Row,  Mötley Crüe...

Ouça: www.palcomp3.com/batrakia e aqui.

NUETAS

Skanibais famintos
Vendida como “a primeira banda de ska da capital baiana”, a Skanibais faz show no  Cine Teatro Solar Boa Vista sexta-feira, 20 horas. Na verdade, a banda faz este show e depois corre lá pro Clube Fantoches, aonde faz o número de abertura do Baile da Terapia, da Baiana System. Tão começando bem. Este macaco velho aqui realmente não se lembra de nenhuma outra banda baiana de ska  – bom, tem o senhor Luiz Natureza, mas ele também está chegando agora. Será que finalmente a Bahia está descobrindo o mais esfuziante dos ritmos jamaicanos? Demorô! R$ 10 e R$ 5 (Abaixo, vídeo deles na apresentação do dia 4 de janeiro, no Solar Boa Vista).




Sábado rock ‘n’ risos
Os Mizeravão e Os Jonsóns (vistos há poucas semanas nesta coluna) se apresentam sábado, no Dubliner’s Irish Pub. Os Mizeravão é veterana da night local e tem público cativo para sua mistura bagaceira de Black Sabbath com Roupa Nova. Já Os Jonsóns, autoral, segue o estilo psicodélico despojadão do rock gaúcho. Diversão e risadas garantidas. 22 horas, R$ 15.

Robertão por Sete Cabeludos

Ontem teve o primeiro show da banda Os Sete Cabeludos (foto Jamile Vasconcelos) na Varanda do Sesi. Formada por caras bem conhecidas da cena local - Paquito (voz e guitarra), Morotó Slim (guitarra), Rex (bateria), Nuno (baixo) e Juliano Oliveira (teclados) -, essa rapaziada só toca o repertório juvenil de Roberto Carlos (1963 a 1972). Dada a categoria do repertório e dos músicos envolvidos, vale conferir a próxima apresentação deles, na quarta-feira, dia 30. Varanda do SESI, Rio Vermelho, às 21hs, R$ 20 e R$ 15 (lista amiga).

26 comentários:

Franchico disse...

Quem diz o que quer...

http://omelete.uol.com.br/musica/ex-produtor-do-nirvana-critica-bandas-brasileiras-que-cantam-em-ingles/

...é praticamente linchado por hordas hostis de bárbaros ignorantes semianalfabetos de rede social:

https://www.facebook.com/jackendinopublicpage/posts/10151425553921096

É isso que acontece com quem expressa opinião no Faceboboka.

De selva, já basta a de pedra em que eu vivo no mundo real.

Rede social, TÔ FORA!

Franchico disse...

Brasileiro no exterior é um bicho constrangedor. Para não dizer patético.

Franchico disse...

Leia on line as graphic novels do fantástico Kyle Baker:

http://www.bleedingcool.com/2013/01/23/read-some-of-the-greatest-graphic-novels-ever-for-free-start-with-the-cowboy-wally-show/

Aqui, a lista de graphics originais disponíveis:

http://www.qualityjollity.com/Properties.html

Franchico disse...

RIP Mars Volta:

http://omelete.uol.com.br/mars-volta/musica/mars-volta-chega-ao-fim/

A Rua Augusta e seus roqueiros "foda" de última hora choram...

Franchico disse...

Paiada pronta: será que, daqui algum tempo, o Mars Volta?

Franchico disse...

O Buda baiano Fábio Shiva e sua banda Mensagieros do Vento tocaram naquele festival sazonal lá. É, aquele.

A coisa é tão bizarra, mas TÃO BIZARRA, corrompida e degradada, que quase fez este santo homem perder sua fé. Quase.

http://poemasdemilcompassos.blogspot.com.br/2013/01/impressoes-do-festival-de-verao-2013-by.html

Caras como Fábio Shiva são a reserva de civilidade do planeta. No momento em que caras como ele cederem à selvageria e perderem a fé, aí, meu amigo, aí sim, fudeu tudo. Teremos entrado na entropia.

Fábio Shiva é o barômetro espiritual da Terra.

Márcio A Martinez disse...

Pois é, Chics, minha saída do fêicibuck foi motivada por coisa semelhante a isso aí entre outras coisas... e de gente próxima, veja bem!

Quanto mais me dizem que eu deveria voltar, fazer de modo diferente, coisa e tal, mais eu quero ficar mesmo de fora e provar que existe vida possível SEM essa merda!

Márcio A Martinez disse...

E a foto do post hein? Capa do Prefab Sprout (Steve Mcqueen) ou estou enganado?!?

O som é oooutro...

Franchico disse...

Foi mermo, Márcio?

É exatamente esse tipo de pressão que me motiva. Quanto mais todo mundo vai para um lado, mais eu quero ir pro outro! (Até por que tenho horror de crowd...).

Tá todo mundo no feici? Ótimo, já sei para onde eu NÃO vou, com certeza. Tipo isso.

Depois quero saber dos detalhes sórdidos, hein? Tim-tim por tim-tim!

;-)

Sim, a foto lembra a capa do Steve McQueen, do PS. Mas imagino que esta deva ser uma imagem meio icônica envolvendo motocas. Deve ter outras, até precedentes à capa desse disco....

Sem menosprezá-los, duvido muito que os amigos aí da Batrákia conheçam Prefab Sprout....

Franchico disse...

RIP Invencível.

http://www.bleedingcool.com/2013/01/24/massive-spoiler-preview-for-invincible-100/

Cena não recomendada para estômagos fracos....

Franchico disse...

PArece que foi confirmado: JJ Abrams é o diretor de Star Wars VII!

http://omelete.uol.com.br/star-wars/cinema/star-wars-vii-deve-ter-jj-abrams-como-diretor/

O único diretor a assinar filmes tanto de Star Trek, quanto de Star Wars.

Deve ter fã xiita de ambas as franquias enlouquecido (de raiva) neste momento.

Realmente, por mais fodão e "Spielberg do século 21" que ele seja, acho perigoso deixar ambas as franquias nas costas de um homem só.

Corre o risco de acaba não fazendo direito nenhuma das duas.

Mas enfim, ele é tão produtivo, criativo e bem assessorado, que pode até dar certo.

Agora é pagar pra ver.

Franchico disse...

Porra de Lincoln!

O filme imperdivel da semana é, DE LONGE, este aqui:

http://omelete.uol.com.br/master/cinema/master-critica/

Franchico disse...

A espetacular Chloe "Hit-Girl" Moretz protagonizando Star Wars VII?

http://www.bleedingcool.com/2013/01/24/star-wars-report-episode-seven-would-have-starred-chloe-moretz-if-matthew-vaughn-had-his-way/

Se isso se concretizar, com Abrams na direção e roteiro de Lawrence Kasdan, esse filme não tem como dar errado.

Franchico disse...

Por que me ufano do meu país:

http://omelete.uol.com.br/cinema/charlie-sheen-canta-aguas-de-marco-em-portugues-ouca/

Franchico disse...

Por que me ufano do meu país 2:

http://www.r2cpress.com.br/v1/2013/01/23/estatua-de-jorge-amado-e-danificada-a-tiros-em-itabuna/

Encaremos os fatos: os baianos ODEIAM Jorge Amado.

Minto: odeiam, não. Na verdade, ignoram. Não tem a menor ideia de quem seja este senhor. A depredação nesses casos não tem nada de pessoal. É apenas o povo desta terra praticando sua vocação natural: sujeira e destruição.

Mas adoraria fazer um teste: botar uma estátua da garota-propaganda da Insinuante (vcs sabem quem) ou do cacique do Candeal ou do homem da bandana amestrada em alguma rua bem popular, só pra ver se ia ser alvo de depredação.

Acho que no mesmo dia ia é ter gente rezando aos pés.

Franchico disse...

Novo do Big Mac pra baixar:

http://newalbumreleases.net/49614/ian-mcculloch-pro-patria-mori-2012/#more-49614

Franchico disse...

Além de ser extremamente bem escrita, dirigida e atuada, Mad Men tb tem os personagens mais elegantes e bem vestidos da TV em todos os tempos:

http://omelete.uol.com.br/mad-men/series-e-tv/mad-men-sexta-temporada-ganha-data-de-estreia/

Fora que essas criaturas fumam e bebem o dia todo, em qualquer lugar, até em aviões! DEMAIS!

É bom demais, qem ainda não conhece tá vacilando.

Franchico disse...

CARALHO! (Literalmente...) O JUIZ DREDD SAIU DO ARMÀRIO?!?!?!?!

http://www.bleedingcool.com/2013/01/25/big-gay-judge-dredd/

Não acredito. Deve ser uma HQ satírica, um sonho, uma realidade alternativa...

Mas se for pra valer, vai ser uma das saídas de armário mais inesperadas de todos os tempos. Com certeza, muitos leitores inseguros vão se revoltar e deixar de comprar a 2000AD. Bobagem, óbvio.

Agora, tem que tomar cuidado pra não descaracterizar o personagem, transformando-o em uma bichona louca.

Mas a cena é engraçada demais.

"You are the law".

"Damn straight".

A propósito, o filme do Juiz Dredd (de 2012, não o lixo com Stallone) é bom pra caralho. Recomendadíssimo.

Mirdad disse...

Chicão, saí da Putzgrillo:

http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/produtores-marcus-ferreira-e-emanuel-mirdad-anunciam-fim-de-sociedade-e-revelam-seus-novos-projetos/

Abs e 2013 bala pros locos daqui.
Mirdad

Ernesto Ribeiro disse...

Amado Mestre Francis,


É mesmo um arrebatamento de felicidade vê-lo tão inspirado. Como disse Mestre John Lydon, "Raiva é uma energia."


Acrescentando:


Brasileiro um bicho constrangedor. e patético em qualquer lugar. Apenas no exterior é que isso se torna mais evidente, pelo contraste com as culturas normais.


Falando em Rede social, a tira de quadrinhos mais PUNK é a Joy of Tech --- no caderno Tec da Folha de S. Paulo --- com piadas devastadoras contra o Faceboboka e o Zuckerberg como um verdadeiro Big Brother Mauricinho do Mal. De matar de rir.


Jorge Amado era apenas mais uma FARSA nesse país de farsantes. Nem escritor ele era. Só mesmo Diogo Mainardi e Leandro Narloch no livro Guia do Politicamento Incorreto do Brasil tiveram culhões de desmascará-lo como um HIPÓCRITA:


"Para subir na vida e ter seus livros medíocres e sem estilo publicados em todo o mundo, Amado entrou no Partido Comunista, lambendo as botas de Stalin, chamando-o de 'pai'. Mas em 1940 elogiava Hitler e o regime do Partido Nazista na Alemanha. Por ordem do Partido Comunista, exacerbava divisões sociais - raciais, incensando a ridícula cultura africana, a religião dos orixás do candomblé e as mulatas baianas. Mas na vida real era filho de coronel latifundiário, casou com uma branquela paulista descendente de italianos e na família dele não tinha nenhum preto, mulato ou caboclo. Quando Stalin morreu, pulou fora do barco ideológico e virou capacho de ACM."


Pra piorar, meu trabalho de conclusão de courso de Publicidade e Propaganda teve como cliente exaamente a Fundação Casa de Jorge Amado, com a patética psico-burguesa da neta dele na minha equipe. Mas fui encarregado de escrever um memorial sobre o sujeito. METI O PAU. E meus colegas engoliram.


Feliz Continuação de 2012 pra todos nós.

Franchico disse...

Mirdad, boa sorte!

Ernesto:

por favor, não tire conclusões precipitadas sobre minhas opiniões.

Não sou leitor de Jorge Amado. Nunca fui. Mas obviamente, já li, desde a adolescência, muitos de seus textos, aqui e ali.

E, o que li, de forma alguma, me faz considera-lo um escritor medíocre.

Seus textos costumam ter mais poesia, sofisticação verbal, inteligência e sabedoria do que a de todos os escritores baianos contemporâneos juntos e de mãos dadas - descontados um Hélio Pólvora aqui, um Florisvado Mattos ali.

Outra: O Guia Politicamente Incorreto do Brasil é de autoria apenas de Leandro Narloch - pelo menos, é que consta na capa do livro. Mas é compreensível que vc tenha citado o Mainardi como co-autor. O conteúdo pouco confiável do livro é mesmo a cara dele.

Li apenas o Guia Politicamente Incorreto da América Latina, que foi o que me caiu nas mãos. Leitura facinha pela pena fraca do autor, mas dura de engolir. Só faltou vir com um carim,bo na capa: "Aprovado por Reinaldo Azevedo & Redação da Veja". Lamentável.

Até a Folha de SP - reduto do tucanato uspiano tanto quanto a Veja de onde saiu o Narloch - lança serias duvidas em relação à acuracidade histórica dessa sériezinha lamentável e sensacionalista:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/sylviacolombo/875554-historia-com-h-minusculo.shtml

Não me entenda mal: hoje, deploro tanto a dita "esquerda" (Carta Capital, Caros Amigos), quanto a "direita" (Veja, Folha etc).

A mesma pedrada que meteria sem dó na testa de um tucano, meteria na testa de um petista. Tudo lixo humano. Ponto.

Portanto, por favor, não tire conclusões precipitadas quanto ao meu direcionamento político etc.

O Brasil não precisa mais de políticos de direita ou de esquerda. Precisa de políticos com brio e vergonha na cara, só isso. Caguei pra partido político.

Sem mais....

Franchico disse...

Ah! Já te pedi antes e volto a faze-lo: por favor, contenha suas afirmações ofensivas a pessoas específicas (nomeadas ou sugeridas) e que resvalem em preconceitos, como nessa citação desse panfleto facista aí.

Como já disse, isso expõe tanto vc quanto a mim a um processo - coisa de que não preciso nem agora nem nunca.

Franchico disse...

É inacreditável: a essa altura do campeonato, depois daquela tragédia nos EUA em um show do Great White, ainda tem imbecil que acha seguro fazer show pirotécnico dentro de boate????

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,incendio-em-boate-mata-centenas-em-santa-maria-diz-policia,989403,0.htm

E ainda tem dono de boate que deixa??????

Resultado: 180 no saco.

Gênios.

Ernesto Ribeiro disse...

Ah, good ol' Francis, fique tranquilo.

Esclarecendo:

Eu JÁ SABIA que um cara culto e inteligente como você jamais seria leitor de Jorge Flambado. Eu citei esse caso dele apenas porque ele foi citado nos comentários.

Diogo Mainardi foi citado NÃO como autor do livro, mas porque ele TAMBÉM desmascarou Jorge Amado como um hipócrita, e isso imediatamente após a morte do velho comuna capacho de ACM. A crítica de Mainardi saiu em 2001, quando ele também meteu o pau em Paulo Coelho.

E quanto ao risco de processo: NÃO EXISTE. Você e eu só seríamos processados em caso de danos morais EFETIVOS. num blog pouco lido, isso é impossível.

Abraço.
A Veja TAMBÉM é esquerdista. E a Folha é DESCARADAMENTE esquerdista de tão mentirosa.

Ernesto Ribeiro disse...

Além do mais, esses medalhões da Máfia Tropicália já sofreram danos morais INFINITAMENTE PIORES do que meus meros ataques verbais. E nunca processaram ninguém por isso.


Em 1982, nos shows do Camisa de Venus em pleno palco do Teatro Vila Velha e do Teatro Castro Alves, durante a execução da versão punk rock de "Negue", Marcelo Nova fingia ESPANCAR e ESTUPRAR uma boneca inflável, dizendo ser ela a própria Maria Betânia.


Isso sem contar as sacanagens que eles diziam do Caetano Veloso, e da canção sobre Gilberto Gil, "Trabalho Para o Patrão": "Ele gosta de política negra..."


Marcelo Nova nunca foi processado por nada disso.



Eu sei que essa terra da farsa é uma democracia de mentiras, com um povo covarde baixando a cabeça para os mafiosos. Que todo grupo de poder e prestígio no Brasil é uma panelinha. Que o rock é o degrau mais baixo, e o axé, o mais alto.


Que caras como você e eu vivem andando no fio da navalha.


E que esse blog é claramente o seu Portfólio e Currículo Profissional, onde você pode exibir seus trabalhos na íntegra, e não apenas conforme foram editados no jornal A Tarde.


Mas se em pleno século 21 tivermos que viver com medo de perder o emprego por causa das opiniões de terceiros em comentários num blog, então é porque estaríamos deixando a escória no poder nos esmagar mais e mais.


E, anyway, o simples fato de você argumentar comigo nesse ponto já serve como prova de que você NÃO está querendo causar danos á reputação de ninguém.


Enfim: se algum VIADO MAFIOSO ler isso aqui, não poderá reclamar de você.



Todos veriam que o jornalista Francisco Castro Jr é um cidadão respeitável e um profissional responsável, que sabe seus limites e tem a cabeça no lugar. Bem diferente daquele louco do Marcelo Nova e desse tal de Ernesto Ribeiro, aquele punk sujo.


Yeah.

Franchico disse...

Beleza, Ernesto! Conto com seu bom senso. E agradeço a preferência.