quinta-feira, dezembro 27, 2012

SIN CITY - A CIDADE DO PECADO VOLTA EM REEDIÇÃO COM NOVA TRADUÇÃO


Em 1991, o quadrinista norte-americano Frank Miller estava no topo da sua fama e glória.

Foi nesse ano que, surpreendendo a todos, ele lançou uma série  independente e distante dos super-heróis que lhe valeram sua fortuna: Sin City - A Cidade do Pecado  – que agora, volta às prateleiras em reedição com nova tradução pela Devir.

Naquele momento, Miller tinha seu passe disputado a peso de ouro pelas grandes editoras de quadrinhos (Marvel e DC) e até pela indústria cinematográfica, que lhe ofereceu os roteiros de Robocop 2 e 3.

Foi ele o responsável por alguns dos quadrinhos mais influentes dos anos 1980 até os dias de hoje, como Batman - O Cavaleiro das Trevas, Ronin,  Batman - Ano Um, Elektra Assassina e outros, além de uma longa e espetacular fase inicial na revista do Demolidor (Marvel).

Fase esta que lhe rendeu a notabilidade para desenvolver estes outros trabalhos citados. Só que, após este período de trabalho febril e ultracriativo, Miller deu uma sumida.

O que aconteceu foi que, nos bastidores da indústria, criadores como ele, Alan Moore (Watchmen), Howard Chaykin (Black Kiss) e Marv Wolfman (Crise nas Infinitas Terras) começaram a brigar com as grandes editoras, as quais não apenas detinham o direito sobre suas criações, como ainda exerciam  censura.

Miller, Moore e Chaykin se encheram e pularam fora desta indústria por um bom tempo.

Descida ao inferno

Foi assim que, a partir  199o, Miller começou a lançar trabalhos por editoras independentes, nas quais manteria a propriedade intelectual sobre seus esforços,  como Hard Boiled - A Queima Roupa, Liberdade: Um Sonho Americano e Sin City - A Cidade do Pecado.

Sin City, a HQ em questão aqui, foi inicialmente publicada em capítulos na revista Dark Horse Presents, da editora indie Dark Horse, sendo mais tarde lançada completa nesta coletânea, agora em nova edição.

Nela, somos apresentados à fictícia Basin City e ao seu universo de personagens – todos sem caráter, envolvidos com o submundo local e sempre com o dedo no gatilho, prontos para matar ou morrer.

Em glorioso preto & branco (sem tons de cinza), Miller demonstrou a evolução da sua narrativa gráfica, que sempre esteve  muito próxima ao cinema – no caso, ao noir dos anos 1930 / 40, bem como à sua retomada moderna na década de  1980.

Nesta HQ inaugural de uma longa série, o foco está no personagem Marv, um grandalhão de tendências psicopatas que, após uma noite de sexo com uma prostituta, acorda no dia seguinte com a moça morta ao seu lado.

Ressaqueado, Marv não se lembra de nada. Foi ele mesmo que a matou? Ou não? Mais noir, impossível.

A partir daí, dá-se uma frenética descida ao inferno que é o submundo de Sin City, habitado por gangsters, traficantes, políticos corruptos, polícia idem e mais prostitutas.

O sucesso foi tamanho que, em 2005, Sin City ganhou fidelíssima adaptação ao cinema pelo diretor Robert Rodriguez (Machete).

Ele ainda convidou o próprio Miller para co-dirigir o filme, baseado nesta HQ (também conhecida pelo subtítulo em inglês The Hard Goodbye) e mais dois volumes posteriores: O Assassino Amarelo (That Yellow Bastard) e A Grande Matança (The Big Fat Kill).

Uma continuação, Sin City: A Dame To Kill For (baseada no volume A Dama Fatal) já está sendo rodada em 3D por Rodriguez e Miller no Texas, com estreia prevista para 4 de outubro de 2013 nos EUA.

Sin City - A Cidade do Pecado / Frank Miller / Devir/ 216 p./  R$ 44/ www.devir.com.br

13 comentários:

Franchico disse...

Digitália 2013 (leia-se Messias Bandeira) confirmou Jon Parelles (o mais temido crítico de música do NY Times) e a volta de Gilberto Gil.

http://digitalia.com.br/?page_id=744

Franchico disse...

O Balconista 3 a caminho?

http://omelete.uol.com.br/kevin-smith/cinema/o-balconista-3-pode-sair-em-2014/

Franchico disse...

Os selos de Doctor Who:

http://omelete.uol.com.br/doctor-who/series-e-tv/doctor-who-ganha-selos-na-inglaterra/

Boa estratégia para fazer os nerds ingleses voltarem a enviar cartas....

Or not?

Franchico disse...

RIP Fontella Bass.

http://g1.globo.com/musica/noticia/2012/12/cantora-norte-americana-fontella-bass-morre-aos-72-anos-diz-site.html

Franchico disse...

Stan Lee, 90 anos hoje.

http://omelete.uol.com.br/stan-lee/

Congrats!...

Franchico disse...

Fontella Bass...

Tenho ótimas lembranças da década de 90 ao som de Recue Me.

http://www.youtube.com/watch?v=dwt3kr0_l6I

Rest In Peace, babe...

Franchico disse...

Remake de Os Monstros naufragou de vez.

http://omelete.uol.com.br/mockingbird-lane-os-monstros/series-e-tv/mockingbird-lane-remake-de-os-monstros-e-abandonado/

Pena. Pelo menos pelas fotos / desenhos de produção, parecia interessante, algo diferente.

Franchico disse...

Ah! Fui na locadora outro dia e me deparei com um filme intitulado Deu a Louca nos Nazis.

É simplesmente o título nacional para Iron Sky, aquele filme finlandês sobre nazistas refugiados desde a Segunda Guerra Mundial na Lua etc.

Este aqui:

http://omelete.uol.com.br/cinema/iron-sky-sci-fi-sobre-nazistas-da-lua-ganha-novo-trailer/

"Deu a Louca nos Nazis".

Peguei mas não vi ainda. As críticas não foram muito animadoras:

http://www.rottentomatoes.com/m/iron_sky/

http://twitchfilm.com/2012/02/berlin-2012-review-iron-sky.html

http://www.guardian.co.uk/film/2012/may/17/iron-sky-review

On The Rocks. disse...

Chicão, só agora me dei conta de que eu não sigo o seu blog. Falha corrigida.

Abraço,

Buenas.

P.S.: Feliz ano novo.

Mário disse...

Fala galera. Estamos com um blog novo sobre música e adicionamos um link de vocês. O nosso é http://almadosom.blogspot.com.br/, deem uma passada por lá e se puderem, adicionem nosso link aí na página.

Abraços,
Mário

Franchico disse...

Abcs e feliz 2013 pra vcs, tarcisio e mario. E tb a todos os amigos e leitores deste humilde blog.

Franchico disse...

So um aviso a possiveis navegantes desavisados: o rockloco eh um blog apartidario q estah cagando e andando para a direita a esquerda e o centro. Mais: nao endossamos ou apoiamos as visoes politicas de qualquer um de seus comentaristas, salvo no caso de EU MESMO assim me manifestar. Feliz ano novo.

Ernesto Ribeiro disse...

Ano maldito.


Estou me despedindo disso tudo com dois buracos no coração.


E mais ódio do que jamais senti.



A rigor, cada ano é pior que o outro. Aqui no inferno, a montanha de merda só se acumula e o fedor só piora.


Me despeço desse ano com a trilha sonora adequada: interpretada por aquela cantora de olhar tão melancólico que parece ter sempre os olhos rasos d'água. Uma implosão de sentimentos contraditórios resume bem uma vida inteira. Da mais funda tristeza ao explosivo triunfo. Seja lá qual for.


A canção-tema daquele aventureiro que levou dois tiros no peito, foi derrubado por "fogo amigo" e caiu do céu para o fundo do rio, passando pela experiência de quase-morte e finalmente se reergueu, voltou ás origens para um acerto de contas com o passado e se despediu da casa onde nasceu e cresceu, desabafando seu sentimento mais sincero e profundo com essas palavras, antes de explodir o castelo inteiro:


“Eu sempre odiei esse lugar.”


.



Adele

SkyFall


http://www.youtube.com/watch?v=DeumyOzKqgI