segunda-feira, setembro 10, 2007

TOME-LHE MICRO-RESENHAS

O Superman de Alan Moore


Após deixar a DC Comics no final dos anos 80, ainda quente de sucessos como Monstro do Pântano, V de Vingança e Watchmen, obras que mudaram a percepção das HQs mundo afora, o escritor Alan Moore passou um tempo fazendo frilas para a independente Image Comics. Fez Wildcats (o ótimo álbum Volta pra casa ainda pode ser encontrado nas bancas), Spawn e Supremo, série criada pelo desenhista picareta Rob Liefeld como um genérico de Superman. Como costuma fazer em todas as séries que assume, Moore zerou o personagem ao criar para ele todas as histórias que queria fazer para o Superman original, mas a DC não deixava.De maneira brilhante, o autor revitaliza todos os elementos que faziam parte da mitologia do Superman, como a Supermoça, Krypto O Supercão, a Zona Fantasma, a cidade engarrafada de Kandor e muitos outros em uma jornada do personagem em busca de sua própria identidade. Ao mesmo tempo, Moore conta nas entrelinhas a própria história da indústria dos quadrinhos, desde os anos 30. A necessidade de heróis em tempos de guerra, a paranóia anti-comunista nos anos 50 e o subsequente banimento das HQs de heróis, a ascenção dos quadrinhos de crime e horror, a falência do American Way of Life, a contracultura dos anos 60, a estética da revista Mad, tudo isso vai sendo abordado pelo escritor em idas e vindas no tempo. Aí é que reside o único ponto fraco deste belo álbum da Devir: se nas seqüências de flashback a excelente arte é do parceiro Rick Veitch (Monstro do Pântano), nas atuais, quem responde pelos desenhos é Joe Benett, que apenas reproduz o surrado padrão Image dos anos 90: uma cópia tosca de Jim Lee (X-Men) - que já era ruim. Fora isso, é um álbum nota 10.

Supremo - A Era de Ouro
Alan Moore, Joe Bennet, Rick Veitch e outros
Devir
168 págs.
R$ 45
www.devir.com.br


Os bons tempos voltaram?

Parece que agora vai. Depois das fracassadas tentativas de ressuscitar os musicais em filmes pavorosos como Moulin Rouge, Chicago e Dreamgirls, a refilmagem do Hairspray (1988) original de John Waters - agora como um musical - chega trazendo um clima bem Grease, de inocência e anos 60. É difícil avaliar sem ter visto o filme, mas pela classe do som, promete. O Hairspray 2007 conta com um elenco pra lá de estrelado cantando no filme e e no CD, como John Travolta (no papel de uma mulher gorda!), Michelle Pfeiffer, Christopher Walken e Queen Latifah, além de Zac Efron (de High School Musical). Destaque para Good Morning Baltimore, The Nicest Kids in Town e It‘s Hairspray. Divertido. Estréia em Salvador essa sexta-feira.

Hairspray
Vários
Universal
R$ 30,50
www.hairspraymovie.com

Bom nas letras, péssimo nos livros

Antes de descobrir o caminho dos milhões e da fama mundial com sua mistura de filosofia de boteco, misticismo de araque e auto-ajuda, Paulo Coelho já tinha atrás de si uma sólida carreira como um dos melhores letristas do Brasil. Esta coletânea caça-níqueis concede aos fãs do escritor um amplo painel de sua travessuras nos anos 1970, especialmente com os notórios parceiros Raul Seixas e Rita Lee em clássicos imortais do rock nativo, como As Minas do Rei Salomão, Al Capone, Como Vovó Já Dizia e Esse Tal de Roque Enrow. Há ainda curiosidades como o involuntariamente hilariante mega hit Sou Rebelde (na voz de Lílian), depois identificada como hino do movimento punk nacional (podem perguntar pra Big Brother!). E também Porque, com Sonia Santos, boa cantora que gravou dois LPs e depois sumiu também é bem legal e vale a audição.

Paulo Coelho - O Compositor
Vários
Universal
R$ 29
www.universalmusic.com.br


Excelência técnica ao vivo

Também intitulado Chaos Ridden Years, este Stockholm Knockout Live apresenta em DVD e CD duplo - vendidos separadamente - a performance matadora e ensurdecedora da banda finlandesa de heavy metal Children of Bodom. Uma das bandas mais queridas atualmente pela moçada das camisetas pretas, o grupo é o arquétipo do metal eslavo: extremo, veloz, berrado, cheio de notas e tocado com virtuose clássica. Afinal, lá no mundo civilizado, as crianças aprendem a ouvir música erudita desde cedo, o que explica o altíssimo nível técnico dos músicos de lá - especialmente os de metal.

Stockholm Knockout Live
Children of Bodom
Universal
R$ 39
www.cobhc.com



Meu nome não é Luka

Sem lançar CD desde 2001, Suzanne Vega volta à ativa com Beauty and Crime - ao mesmo tempo uma sensível ode à sua Nova Iorque natal e um exorcismo dos fantasmas do 11 de setembro. Houve quem o comparasse à obra-prima New York (1989), de Lou Reed - um óbvio disparate. Reed é gênio. Já Vega é uma moça esforçada, que mandou bem neste CD de sonoridade sofisticada e belas melodias costuradas pela sua voz doce - intacta desde os tempos de Luka (1987). No disco, Vega passeia da bossa nova ianque (Pornographer's Dream) ao folk rock do Village (Zephyr and I), faixa que conta com a ilustre presença de Lee Ranaldo (Sonic Youth) na guitarra - também em mais duas faixas.

Beauty and Crime
Suzanne Vega
EMI / Blue Note
R$ 29,90
www.suzannevega.com

13 comentários:

Franchico disse...

A melhor análise do VMA, de longe, ainda é do velho Jamari.

http://oglobo.globo.com/blogs/jamari/

miwky disse...

oxe, alguém acha o vídeo no you tube em que "pau no coelho" diz que raul que quis assinar o nome dele nas letras, que ele não tem nada a ver com elas e tals...

obrigada!

Franchico disse...

Olha, do jeito que Raul era P.L. (porraloca), eu não duvido nada...

Franchico disse...

http://sendmedeadflowers.com/

Site bacaninha onde é possível baixar algumas curiosidade como demos de Parklife (Blur, 1994), Brown Sugar (Stones, 1971, com Eric Clapton na guitarra!) e várias faixas novas de bandas atuais. Recomendo a nova do The Coral, Who's gonna find me, lindona.

Franchico disse...

Ah! Tem tb várias versões do clássico I Shall Be Released, incuindo a original de Dylan, Nina Simone e Jeff Tweedy. Crasse!

Franchico disse...

Agora, fudeu tudo!

É oficial: Led Zeppelin se reúne em novembro

Banda tocará em Londres em homenagem ao falecido fundador da Atlantic Records

http://www.omelete.com.br/musi/100007945/Agora_e_oficial__Led_Zeppelin_se_reune_em_novembro.aspx

Ô DIACHO!

miwky disse...

http://www.lauranews.com/not_mta.asp?nID=23949

e se a gente fizesse uma eleição dessa aqui na cidade??

acho que este cara ainda continuaria em primeiro.

miwky disse...

http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL103239-5601,00.html


o circo tá pegando fogo!!

sora disse...

Comprometo-me, a partir de hoje, a cobrar Evandro Botti da sua responsabilidade para com o rockloco. E acho que quem tiver juízo deve me seguir nessa luta. Faça a sua ligação para o nosso criança esperança. A hora é essa!

Franchico disse...

Pô, Vandex é foda, mesmo...

Franchico disse...

PQP! Já viram o trailer do filme do Homem de Ferro com Robert Downey Jr?

http://www.youtube.com/watch?v=eNm85Vt5qTY

Com direito à Iron Man do Black Sabbath E A PORRA! Demaisssss!!!

miwky disse...

pedro de lara é morto

sora disse...

Charles Gavin reeditou a serie gringa classic albums e está levando no canal Brasil um programa similar em versão nacional. Ontem assisti o prog sobre a gravação de Krig Ha Bandolo. Coisa Fina!