quarta-feira, dezembro 28, 2005

FECHANDO A TAMPA 2005

O ano em que o Rock Loco (programa de rádio) acabou também está acabando e sinceramente, já vai tarde. Como bom sagitariano, não olho para trás, minha flecha tá apontada pra frente, pro que vem aí. 2005 não foi tão ruim como 2004, mas também não foi grandes coisas. Isso, em nível pessoal. Quanto ao rock, tivemos algumas coisas boas. O histórico show do Placebo na Concha Acústica (em abril). A excelente leva de shows internacionais que tivemos lá no Brasil a partir do segundo semestre. A emocionante apresentação do Pink Floyd reunido no Live 8 (em julho). A volta da revista Bizz. A cena local cada vez mais ativa, com uma nova leva de bandas pós-Pitty chegando no sul e em vias de assinar contrato com selos e gravadoras de renome. 2006 promete. Ainda não sei exatamente o quê, mas promete. Luciano Matos disse no Caderno Dez dessa semana que teremos mais um show internacional de responsa esse ano que vai começar, mas ainda não podia revelar nomes. Quem será? Pam-pam-paaaaam! Continuem ligados, espertos e lendo o Rock Loco, o Clash City Rockers, o El Cabong, o Eu tava aqui pensando, o Burn Bahia Burn e o Bahia Rock, entre outros, para acompanhar os desdobramentos da cena rock baiana. Garanto que vale a pena. Esses dias, Luciano me enviou email pedindo para participar do Prêmio Rock BA 2005, indicando cinco nomes para cada categoria. Tive muita dificuldade em indicar CDs, EPs e Bandas do Interior, pois não recebo material das bandas. Mais uma vez, venho pedir ao pessoal das bandas que acreditem no meu trabalho e me enviem material (CDs, EPs, releases etc). Como posso divulgar, avaliar, resenhar e finalmente, indicar ao Prêmio idealizado pelo bravo Luciano, se não recebo material de vocês? Aí do lado tem um email, pelo qual vocês podem entrar em contato comigo e saber como e / ou para onde (no caso de envio pelo correio) enviar material. Isso vale também para as bandas do interior, que estão presentes no Prêmio Rock BA. Acreditem no Rock Loco. Meu interesse é simplesmente trabalhar. Pela cena e por mim mesmo, por que não? Afinal, meu trabalho é minha vida, assim como a de qualquer um de vocês. Se eu não o fizer direito, o que vai sobrar para as pessoas se lembrarem quando não estiver mais por aqui? Quase nada. Um 2006 bala para todo mundo, inclusive o(s) desorientado(s) anônimo(s) que ficam avacalhando o bom nome deste blog nos comments. Tem ressentimento, não, maluco(s). Muita saúde, trabalho, paz e dinheiro no bolso. O resto é nenhuma. Sejamos felizes.

FINATTI MANDOU UM RECADO - Chegou direitinho lá em casa a pacoteira com os três CDs do selo Mondo 77 que ganhei na coluna Zap n' Roll, do Humberto Finatti, o polêmico e bacana jornalista da revista Dynamite. Logo no início de janeiro, postarei resenhas para cada um dos CDs que recebi (Walverdes, Banzé! e The Violentures), os três bem bacanas e com estilos bem diversos uns dos outros, o que é ótimo. Em breve. Em email trocado comigo, Finatti reclamou que tem "muita gente maldosa que não acredita em nosso trabalho e acha que não sorteamos os prêmios nada, ou que inventamos os nomes dos ganhadores". Não é verdade, galera, podem escrever pro rapaz que o trabalho dele é honesto, na boa.

E GABRIELA ALMEIDA TAMBÉM - O programa Hora do Rock, transmitido pela Globo FM, agora sob o comando da jornalista indie rocker Gabriela Almeida está mandando ver bonito toda semana com uma aula de rock. Se liguem no que vai rolar amanhã, 29 de dezembro. Fala, Gabriela: "O último programa Hora do Rock do ano apresenta algumas das bandas de rock indicadas ao Grammy 2006. Vai rolar Arcade Fire, Neil Young, Eric Clapton, White Stripes, The Killers, Franz Ferdinand, Coldplay, Beck e Rolling Stones com os discos novos, Brian Wilson e Bob Dylan. 21h na Globo FM (90,1) ou www.gfm.com.br. Pra quem está no horário de verão, o programa começa às 22h. Hora do Rock no Orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=6910684. ".

RETORNO ESMERALDA - Chegou nas bancas essa semana o primeiro número da minissérie Lanterna Verde - O Retorno, que mostra como Hal Jordan, o maior e melhor Lanterna Verde de todos os tempos retornou dos mortos no Universo DC. Já li, e o roteiro de Geoff Johns, ainda que interessante e intrigante, ainda não decolou. Mas consegue manter o interesse pelo próximo número. Ethan Van Sciver, excelente desenhista (com estilo hachurado, similar ao do lendário Brian Bolland, de Camelot 3000) com passagem pelos New X-Men de Grant (Deus) Morrisson dá o show de sempre. Boa leitura para o recesso de fim de ano.

É ISSO, GALERA. ATÉ ANO QUE VEM E KEEP ON ROCKIN (LOCO).

12 comentários:

osvaldo disse...

Realmente foi um ano que começou prometendo muito , mas que acabou sem maiores novidades.A vinda do Placebo deu a impressão a alguns que haveria alguma mudança no cenario musical, mas não apenas foi um fato isolado, como o cenario local, apesar da grande quantidade de bandas, demonstra uma certa estagnação.Na minha opinião o cenario rocker com mais vitalidade continua sendo o do metal, que trouxe grandes nomes da cena metal para Salvador( Angra, Shaaman, Dr. Sin, Kiko Loureiro) sempre prestigiado por um bom publico.

Franciel disse...

Xiscória,
mesmo com todas as evidências apontando em direção contrária, acredito que o ano novo vai ser melhor.
É que todo fim de ano eu sempre coloco as lentes de Dr. Pangloss. Espero que desta vez elas funcionem durante todo 2006. Para todos nós.
abraços.

yaravasku disse...

Grande Chico!!! Pois 2006, para mim, além de outras cositas, foi bacana porque entrei para a família rock loco... estaremos sempre juntos. Beijos para todos e tudo de bom!!!!!

Luciano disse...

É que a gente saiu da lama. Tava atolado. Os últimos três anos foi tirando a lama, nos limpamos e em 2005 começamos a andar. Continuo achando que ano a ano estamos lentamente melhorando.

Anônimo disse...

o excesso de otimismo de luciano é impressionante. pra ele sempre está melhor. não sei. acho q ele leu muitos livros do padre zezinho.
bernardo

cebola disse...

concordo com luciano, como diria os quatro cavaleiros do apocalipse, "it´s getting better all the time". ApesaR dos pesares, um passo depois do outro.

Zezão disse...

A PROPRIA COISA DO GLAUBER, DEUS CUIDE DE VCS E FELIZ ENTRADA DE ANOS.

COISAS A FESTEJAR:


UM PAPA FILHO DA PUTA MORREU (tudo bem que VEIO outro)

A CURA DA FIMOSE ESTÁ PRÓXIMA

NOVO DISCOS DOS STONES

SHOW DE IGGY

COMPREI VÁRIOS DISCOS DE JAZZ PARA ME INICIAR

ESTOU PRODUZINDO LUCIANO SOUZA E DOM LULA

VCS CONTINUAM FIMES E FORTES NESTES BATE BOCAS, POR VEZES DIVERTIDOS, POR VEZES BUFADÍSSSIMOS

MORAL DA HISTÓRIA: TUDO É LEGAL (SEU CU NO MEU PAU) HAhahahashahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

Janjão de Aratuípe disse...

Xicão & crazy rockers,

Que 2006 traga o reconhecimento intergaláctico do Rock Loco on line e todos os jabás do interior que vc está pedindo... (De minha parte, vou continuar trazendo do interior a boa e velha farinha de copioba aratuipense...).

E que todos possamos continuar ingerindo, sem moderação, tudo que dizem que não presta e a gente adora, tipo cultura trash pop, de quadrinhos a sons não contaminados, como os "que as donas de casa disputam nas prateleiras de ofertas dos grandes magazines incorporados"...

No mais, man, é Fast Forward pra fugir da marcha lenta do veículo mais lerdo do mundo, o trio elétrico (média de 15 km/h na avenida)...

E a certeza de que, tal qual o superoutro de Edgard Navarro: "Nosso dever é voar!"

Para o alto e avante!!

Franchico disse...

É verdade, Brama. A garra e profissionalismo do pessoal do metal é um exemplo a ser seguido...

Zezão, apareça mais. Especialmente quando a discussão tiver muito bufa fria... A própria coisa do Glauber...

Acho que eu me expressei mal, Janjão. Eu quero "jabá" de todas as bandas possíveis do interior e da capital também, oras... ;-)

Um grande abraço aos amigos brothers que deixaram suas mensagens de fim de ano aqui. Yara, Luciano, Bird, Cebola... Concordando ou discordando, estamos todos do mesmo lado, galera, vamos nos unir.

Franchico disse...

Franciel, quem é Dr. Pangloss mesmo? Já ouvi esse nome por aí, mas me escapa totalmente a memória no momento. A propósito, a festa lá foi até que horas? Ressaca monstra....

Franciel disse...

Xiconha,
à moda do velho Jack.
Pangloss é um personagem de Voltaire para quem as coisas estão no melhor dos mundos...
Quanto até que horas a festa foi, não sei, pois não uso relógio. O que sei é que depois de passarmos na Praia da Paciência, com o dia já claro, demos um mergulho no Porto da Barra, que, é óbvio, estava um lamaçal só. Mas, sobrevivemos.
Abraços.

P.S E Jozezão é Bufa Fria. Disse que ia, depois ficou cheio de gueri-gueri e não compareceu.

Zezão disse...

Vou aparecer mais McCoy, I promess.
tô conseguindo entrar, como todo respeito, e postar minha zorra, sendo assim, I, ll be back, como dizia o governador exterminador.

Franciel , eu não prometi porra nenhuma, embora, pelo que soube, a festa foi boa. Cuidado com os coliformes.