sábado, agosto 21, 2004

chicão,eu amo o led!

Chicão, meu velho, é claro que o led é o máximo, tanto que tocamos Rain Song no programa.Não sei se vc ouviu desde o começo, mas eu criticava justamente as pessoas que usam o argumento(indie babaca) de que o led é virtuoso.É mesmo, mas e daí?Guimarães Rosa também era, assim como kubrick entre outros gênios.O virtuosismo do led, como bem disse vc, não está amarrado a ataques de egos inflados, é tocar muito bem a serviço da arte.Além de lançarem um dvd de seis horas que não consegui desgrudar o olho, sem dúvida lançaram cinco discos obrigatórios . No mais um grande abraço do seu colega de profissão e amigo do rock.Ah!Obrigado pela defesa que fizeram vc e sora a minha pessoa.Abraços.Ronei j.

Ps: Osvaldão, sua boneca vai pelo correio, valeu o elogio!

2 comentários:

osvaldo disse...

Poxa Ró-Ney, uma boneca..., ao menos é inflavel?

Franchico disse...

É isso aí, Roninho, tem q gritar bem alto para q chegue aos ouvidos entupidos de Lúcio Ribeiro (ou pior, de Charlie Brau): LED ZEPPELIN É A BANDA, CARALHO! virtusismo não é sinônimo de chatice. o é quando o virtuoso em questão não tem talento, o que definitivamente, não foi o caso do Led. e como vc bem disse naquele mesmo dia, Bob Dylan é um virtuoso. Morrissey tb. assim como Lou Reed. das letras. todo mundo q presta é muito bom em alguma coisa. senão, ninguém gostaria.